Mais de 30 mil demitidos e 330 mil pedidos de subsídio para trabalhadores

Nos últimos 3 meses somam mais de 30 mil trabalhadores demitidos ou com contrato cancelado, pelo efeito da epidemia do novo coronavírus.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Carteira com moedas (PM)

O Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar informou na quinta-feira (2) o número de trabalhadores que tiveram o contrato cancelado ou demitidos até 1.º deste mês, com levantamento efetuado junto às agências da Hello Work. 

Publicidade

No total foram 31.710, desde janeiro, sendo que grande parte foi pelo efeito da epidemia do novo coronavírus, desde março. As demissões e cortes dos últimos 3 meses representam 80% do total. Em abril foram 2.654, enquanto em maio foram 12.952 e no mês passado foram 12.688.

Os setores mais afetados foram de turismo – hotéis, transportes, bares e restaurantes – seguido da indústria da transformação.

330 mil pedidos de subsídio

Os dados de 30 de junho mostram que em 30 de maio eram 4,23 milhões de pessoas sem emprego, o que continua aumentando. Há uma preocupação de que a economia japonesa fique estagnada a longo prazo, o que eleva o risco de mais demissões aumentando o número de desempregados.

Por outro lado, como medida para impedir a demissão e suspensão do emprego, o Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar continua incentivando as empresas a utilizar o subsídio de ajuste de emprego (雇用調整助成金, lê-se koyo chosei joseikin), para o qual foram cerca de 330 mil pedidos até quarta-feira (1.º). Desses, 210 mil foram aprovados para pagamento.  

O ministério aumentou o limite superior desse subsídio para as empresas que foram afetadas pela epidemia e continua pedindo que façam uso dele. 

Fontes: NHK e Nikkan Sports

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Japão: centros de teste de coronavírus perto de aeroportos

Publicado em 3 de julho de 2020, em Sociedade

As instalações, destinadas principalmente para testar pessoas que entram no país, devem ser construídas perto dos aeroportos de Haneda, Narita e Kansai.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Epidemiologista analisa resultados de testes PCR (ilustrativa – banco de imagens/PM)

O Japão planeja construir novos centros de testes para coronavírus perto de três principais aeroportos nas áreas de Tóquio e Osaka, assim como nas partes centrais das cidades, enquanto o país se prepara para relaxar suas restrições de viagem, disse um oficial do governo na quinta-feira (2).

Publicidade

As instalações, destinadas principalmente a testar pessoas que entram no país, devem ser construídas próximas dos aeroportos – Haneda e Narita perto da capital e Kansai na província de Osaka – já neste verão, disse o oficial.

O governo ainda precisa decidir se usará estas instalações para testar pessoas no Japão que podem precisar de evidência que elas não têm o vírus para viajar ao exterior.

Atualmente, estações de quarentena de aeroportos conduzem cerca de mil testes de reação em cadeia da polimerase (PCR) por dia, com resultados confirmados em cerca de 1 a 2 dias.

Construção para aumentar testes no Japão

A construção planejada das instalações aumentará para mais de 4 mil o número de testes PCR que podem ser realizados diariamente, com autoridades da saúde também esperando reduzir os tempos dos testes do vírus para poucas horas usando novos métodos.

Os centros com construção prevista nas áreas centrais das duas principais cidades devem oferecer testes a pessoas viajando para países estrangeiros, e o governo está considerando emitir certificados para aqueles que testam negativo.

Desde fevereiro, o Japão vem intensificando restrições de viagem para visitantes do exterior como parte de suas medidas de controle de fronteiras a fim de prevenir a propagação da Covid-19.

Em 29 de junho, outros 18 países incluindo Argélia, Cuba e Iraque foram adicionados à lista de proibição de entrada da nação, aumentando para 129 o número total de países e regiões sujeitos à medida.

Viagens internacionais

Estima-se que somente 1,7 mil viajantes estrangeiros chegaram ao Japão em maio, o menor número em relação a qualquer mês em registro e uma queda de 99,9% ante o ano anterior, de acordo com dados do governo.

Entretanto, a nação está atualmente em negociações com vários países para relaxar mutuamente restrições de viagem para viajantes a negócios que apresentam resultados de teste negativo e um itinerário que detalha onde eles planejam ir durante suas estadas.

Esses países incluem Austrália e Tailândia. O Japão também poderá iniciar negociações com Taiwan e Brunei ainda este mês, disseram fontes diplomáticas na quarta-feira (1°).

Viagens do Japão ao Vietnã foram retomadas parcialmente no mês passado com voos fretados transportando principalmente empresários.

Fonte: Japan Times

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência