Homem é acusado de cortar barriga da esposa para saber sexo do bebê

A Índia proíbe que médicos digam aos pais o sexo do bebê. O casal já tinha cinco filhas.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem ilustrativa (PM)

Um homem foi preso no norte da Índia após cortar a barriga de sua esposa grávida com uma foice, deixando-a gravemente ferida e causando a morte do bebê, um menino, informou a polícia e a família da mulher.

Publicidade

A mulher estava na unidade de terapia intensiva de um hospital na capital Nova Déli, disse a polícia em Budaun, estado de Uttar Pradesh, após o ataque que aconteceu no sábado (19).

O irmão da grávida disse que o ataque ocorreu porque o cunhado queria saber o sexo do bebê. O casal já tinha 5 filhas.

“Ele a atacou com uma foice e cortou sua barriga, dizendo que queria checar o sexo do bebê”, disse o irmão da mulher, Golu Singh, à agência Reuters. O marido foi preso no domingo (20).

Filhas são frequentemente vistas como fardos na Índia, com famílias tendo que pagar dotes quando elas se casam, enquanto filhos são valorizados como provedores que herdam propriedades e levam o nome da família adiante.

A Índia proíbe que médicos e profissionais da saúde digam aos pais o sexo do bebê, ou realizem testes para determinar o gênero da criança, e somente médicos registrados têm permissão para realizar abortos.

Fonte: Straits Times

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Avigan apresenta eficácia no tratamento da Covid-19

Publicado em 23 de setembro de 2020, em Sociedade

Testes com o medicamento Avigan apresentaram bons resultados quando ministrado em pacientes que testaram positivo para o Covid-19.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem ilustrativa (banco de imagens PM)

A empresa que desenvolveu o medicamento Avigan, usado para tratamento de influenza, anunciou que sua eficácia foi confirmada durante os testes realizados com pacientes infectados com o novo vírus Covid-19.

Publicidade

Todos os resultados dos testes foram decisivos para que a empresa desse o próximo passo. A empresa planeja solicitar até o final do próximo mês a aprovação do uso do medicamento para tratamento terapêutico contra os sintomas do vírus Covid-19.

O Avigan é um medicamento antiviral produzido pela empresa Fujifilm Toyama Chemical Co.,Ltd e foi ministrado nos pacientes infectados com o vírus Covid-19 que apresentavam sintomas relativamente leves. Os 156 pacientes que participaram dos testes têm entre 20 e 74 anos e foram monitorados até que os testes PCR dessem negativos.

A equipe observou que o grupo que não recebeu o tratamento levou em média 14 dias até testarem negativo no teste PCR, já os pacientes do grupo que receberam o medicamento como tratamento terapêutico, se recuperaram em 11 dias, ou seja uma diferença de 3 dias no tempo de recuperação entre os 2 grupos.

Além de um resultado positivo no tratamento, puderam observar que não houve efeitos colaterais como insuficiência renal e hepática, e não houve novas preocupações em relação à segurança do uso do Avigan.

Estes testes foram realizados com o intuito de apresentar provas da eficácia do medicamento para uso terapêutico contra o vírus Covid-19 ao governo japonês no momento da solicitação de aprovação.

fonte: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância