Kakutei Shinkoku começou! Saiba o que mudou

Você sabia que o prazo foi estendido para abril? Está com dúvidas sobre como fazer a dedução médica? Saiba mais neste post!

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem Ilustrativa

Em 2021, a declaração do imposto de renda no Japão (kakutei shinkoku) começa no dia 16 de fevereiro. Devido ao coronavírus, a Agência Nacional de Taxas (Kokuzei-cho) mudou o prazo da declaração e começou o sistema de declaração por smartphones. Saiba o que mudou neste ano e faça a declaração sem se preocupar.

Publicidade

Normalmente, o kakutei shinkoku é feito entre os dias 16 de fevereiro e 15 de março. Entretanto, o prazo será estendido para o dia 15 de abril. Ou seja, o período será de 2 meses.

Todos os anos, mais de 20 milhões de pessoas vão até os postos de atendimento, e sempre há muita aglomeração. Entretanto, as autoridades estenderam o prazo para aliviar a aglomeração e diminuir o risco de contaminação.

A Agência Nacional de Taxas também realiza a declaração eletrônica. Neste caso, será necessário entrar no site da agência e efetuar os procedimentos de acordo com as instruções. Os procedimentos serão bastante facilitados com o My Number Card.

Este ano, as repartições fiscais distribuirão senhas para controlar a quantidade de consultas. As senhas serão distribuídas no local das consultas e através do LINE.

Como é feita a dedução médica para testes PCR

Na declaração, é possível reduzir o valor da renda subtraindo despesas necessárias para o cotidiano. A “dedução de gastos médicos” (Iryo-hi Kojo – 医療費控除) pode ser utilizada quando o valor passa dos ¥100.000, e a quantia excedente poderá ser reembolsada.

Com a pandemia, os testes PCR foram amplamente utilizados. Caso o teste for feito sob orientação de um médico, o valor poderá ser deduzido mesmo se deu negativo. Porém, se o teste for feito por conta própria, o valor não poderá ser deduzido.

Entretanto, há o “sistema de taxas para automedicação” (Self-medication zeisei – セルフメディケーション税制) que pode ser utilizado em alguns casos.

Caso o valor gasto com medicamentos de venda livre, ou seja, que podem ser vendidos sem receita médica, o que inclui os testes PCR, exceder os ¥12 mil, será possível pedir a dedução. Contudo, não se pode utilizar o “sistema de taxas para automedicação” e a “dedução de gastos médicos” simultaneamente.

Quando for fazer a declaração, pense qual método será mais vantajoso para o seu caso.

E como ficam os cupons do “Go To Travel”?

No ano passado, muitas pessoas usaram o sistema “Go To Travel” para viajar no país.

Caso o valor recebido pelo contribuinte for superior a ¥500.000, será necessário declarar como “renda temporária” (Ichiji Shotoku – 一時所得).

Se o contribuinte estiver utilizando o imposto da cidade natal (Furusato Nozei – ふるさと納税), os produtos recebidos são categorizados como “renda temporária”. Neste caso, se o valor total da “renda temporária” exceder os ¥500.000, será necessário fazer a declaração.

O Go To Travel é dado individualmente para cada cidadão, então boa parte da população não terá a necessidade de declará-lo. Por exemplo, se um casal tiver economizado em conjunto ¥500.000 com a campanha, o valor individual será metade para cada um, logo não há a necessidade da declaração.

O que é o Kakutei Shinkoku?

A declaração do imposto de renda é um procedimento que calcula os impostos relacionados à renda obtida durante o período de 1º de janeiro até 31 de dezembro. Não são todos os impostos que são calculados automaticamente. Em alguns casos, acaba-se surgindo uma diferença entre o valor do imposto que deve ser pago e o valor que já foi pago.

Por isso, o governo recomenda a população a guardar os comprovantes e documentos necessários para preencher a declaração do imposto de renda.

Assim, será possível declarar os impostos que devem ser pagos e, caso o contribuinte tenha pagado uma quantia maior, o imposto será reembolsado.

Saiba mais informações sobre o Kakutei Shinkoku nas matérias que o Portal Mie publicou para auxiliar a comunidade!

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Governador de Aichi diz que será difícil sair do estado de emergência

Publicado em 15 de fevereiro de 2021, em Sociedade

Governador de Aichi comenta que situação continua delicada para retirar o estado de emergência.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem: NHK

Segundo a província de Aichi, 502 pacientes com Covid-19 estão internados em hospitais, sendo que 36 deles estão em estado grave.

Publicidade

Em coletiva de imprensa feita nesta segunda-feira (15), o governador Omura disse que a situação ainda continua delicada. “Os hospitais continuam sob uma pressão muito grande ainda”, comenta.

“Quero retirar (o estado de emergência) e aliviar gradualmente as imposições quando o número de pacientes diminuir. No momento, tenho que admitir que a situação é severa”, enfatiza.

O estado de emergência está previsto para ser encerrado no dia 7 de março. Entretanto, a província de Aichi quer retirá-lo antes da data. A taxa de ocupação de leitos é de 41,3%, segundo dados publicados no domingo (14).

No fim da coletiva, o governador comentou sobre os critérios para a retirada. “Não se tratam de números. Vou decidir após escutar as opiniões dos hospitais. Será necessário continuar observando atentamente a situação”, disse.

Fonte: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância