Declaração de imposto de renda 2017 (Kakutei Shinkoku)

Kakutei Shinkoku (確定申告): está chegando a época de fazer a Declaração de Imposto de Renda do ano fiscal de 2016, com acréscimo do My Number.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Publicidade

A declaração do imposto de renda anual é importante para o cidadão informar corretamente a sua renda anual e gastos com dependentes. Os impostos ao cidadão no Japão são calculados conforme os valores informados na declaração (juminzei, por exemplo). Para quem trabalha em empresas que faz o nenmatsu chosei 年末調整 (ajuste de fim de ano), não é necessário fazer o kakutei shinkoku a não ser que precise acrescentar informações (renda extra, dependentes, etc.).

Este ano (2017) há obrigatoriedade de informar o número do cartão My Number no campo específico (個人番号 kojin bango), o qual fica na parte superior e também apresentá-lo junto como documento de identificação. Para quem ainda não foi buscar o My Number, pode escrever o número cedido no provisório e apresentar um documento pessoal como carta de motorista ou carteira do seguro saúde. No caso dos dependentes, também será necessário anotar o My Number, mas não será preciso apresentar os respectivos documentos pessoais.

O período de declaração deste ano vai até 15 de março, e quem desejar fazer a declaração ou ajuste do imposto sobre renda, deve se apresentar aos postos de atendimento montados nesta época especialmente para atender a população. Para as pessoas que são autônomas, o prazo final é 31 de março. Dependendo da cidade há tradutores disponíveis.

Quem deve fazer a declaração (kakutei shinkoku)

  • Assalariados que não fizeram ajuste de fim de ano
  • Autônomos (declaração da renda e das despesas)
  • Quem deseja fazer alteração de valores (mais de uma fonte de renda)
  • Quem deseja fazer alteração no conteúdo das deduções (dependentes)

Documentos necessários

  1. Gensen choshuhyo – Fornecido pela empresa contratante
  2. Zairyu Card (antigo registro de estrangeiro) ou outro documento de identificação pessoal
  3. Certidões de casamento e nascimento (para caso de dependentes)
  4. Caderneta do banco (para crédito de devoluções, se houver)
  5. Carimbo pessoal (inkan)
  6. Comprovante de remessas ao exterior (se houver)

Fique atento aos casos abaixo

  • Para quem construiu casa própria, há redução do imposto sobre salário (shotokuzei) até um valor limite, mas são necessários vários documentos, procure informações detalhadas com especialistas.
  • É possível declarar as despesas com gastos médicos, as quais no cálculo. Declara-se o valor total, mas por prevenção é interessante levar os recibos e notas.
  • Para quem tem domínio do idioma japonês pode fazer a declaração do imposto de renda online (e-Tax).

Vale lembrar que os impostos ao cidadão são calculados tendo como base as declarações de imposto sobre a renda, por isso é importante para aqueles que têm deduções fazerem a declaração corretamente.

As prefeituras oferecem informações sobre os locais em que são montados postos temporários de atendimento, com suporte de funcionários.

Para mais informações em japonês, acesse ao site do governo, onde há explicação em vídeo, além dos formulários em PDF para serem baixados (tudo em japonês): https://www.nta.go.jp/tetsuzuki/shinkoku/shotoku/tokushu/yoshiki.htm

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Cabine telefônica permite comunicação com aqueles que morreram no tsunami de 2011

Publicado em 31 de janeiro de 2017, em Sociedade

O “Kaze no Denwa” traz conforto para quem perdeu entes queridos no terremoto e tsunami de 2011. Saiba mais.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

A cabine localizada em um jardim privado na vila de Otsuchi (Iwate) é conhecida como “Kaze no Denwa” (Telefone do Vento). Apesar de não estar conectado a nenhum lugar, as pessoas “ligam” para seus entes queridos que perderam suas vidas durante o tsunami ocasionado pelo Grande Terremoto no Leste do Japão em março de 2011.

Publicidade

O grande terremoto e tsunami de 2011levou vida de aproximadamente 16.000 pessoas, incluindo 10% dos residentes da vila, após a área ter se afundado dentro de 1 hora e meia depois da ocorrência do desastre natural.

Nos anos que se seguiram, a cabine tornou-se um ponto de peregrinação para aqueles que lamentam a perda de seus parentes e amigos.

Com vidros de cima abaixo, a cabine branca tem um telefone de disco desconectado, mas permite aos visitantes alguns momentos a sós para conversarem com seus entes queridos, proporcionando, de alguma forma, um pouco de conforto.

“Meus queridos Mine e Issei, só mais uma vez, eu queria ouvir vocês dizendo papai. Tenho saudade de suas vozes”, falou um homem na cabine

Há também um bloco de notas na mesa para que as pessoas possam escrever qualquer mensagem ou pensamento que tinham durante a época junto a seus familiares e amigos que perderam suas vidas durante o desastre natural.

Cerca de 10.000 pessoas visitaram a cabine em 3 anos após o tsunami e, agora, algumas pessoas tornaram-se usuários regulares.

A ideia por trás da cabine telefônica começou com um senhor chamado Itaru Sasaki. Ele colocou a cabine em seu jardim para ajudar a si mesmo a lidar com a dor da perda de seu sobrinho, 1 ano antes do tsunami, mas depois decidiu torná-la acessível para qualquer um após o desastre.

Todas as manhãs Sasaki vai até a cabine para varrer as folhas caídas no chão e remover teias de aranha

“Como meus pensamentos não poderiam ser transmitidos ao longo de uma única linha regular, queria que eles fossem carregados pelo vento,” disse Sasaki em um documentário transmitido pela NHK, por isso o nome “Kaze no Denwa”.

Para ver o documentário da NHK, clique aqui.

Fonte e imagens: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância