Facebook, Instagram e WhatsApp saem do ar

O site de rastreamento Down Detector registrou dezenas de milhares de relatos para cada um dos serviços.

Apps do WhatsApp, Instagram e Facebook no smartphone (banco de imagens)

A semana do Facebook acabou de ir de mal a pior.

Publicidade

O Facebook, Instagram e WhatsApp sofreram cortes por volta de meio-dia na segunda-feira (4), de acordo com declarações públicas dos três serviços do Facebook.

“Estamos cientes de que algumas pessoas estão tendo problemas em acessar nossos apps e produtos”, disse o Facebook no Twitter. “Estamos trabalhando para trazer as coisas ao normal o mais rápido possível e pedimos desculpas por qualquer inconveniência”.

O site de rastreamento Down Detector registrou dezenas de milhares de relatos para cada um dos serviços.

O próprio site do Facebook não carregava de jeito nenhum por cerca de 1 hora na segunda-feira. O Instagram e o WhatsApp estavam acessíveis, mas não era possível carregar novo conteúdo ou enviar mensagem.

A razão para a interrupção não estava imediatamente clara. Um porta-voz da companhia não respondeu a um pedido de comentário por parte da CNN Business.

As ações do Facebook caíram mais de 5% ao meio-dia de segunda-feira, colocando-o no ritmo de seu pior dia de negociações em cerca de 1 ano.

Facebook, Instagram e WhatsApp começam a voltar ao normal

(atualização à 9h de 5 de outubro)

Os serviços de mídia social Facebook, Instagram e WhatsApp estão começando a voltar ao normal após ficarem fora do ar por quase 6 horas, disse o Facebook.

Todos os 3 serviços são de propriedade do Facebook e não puderam se acessados pela web ou em apps do smartphone.

O Downdetector, plataforma online que fornece aos usuários informações em tempo real sobre o status de vários sites e serviços, disse que essa foi a maior falha que ele já registrou, com 10,6 milhões de problemas relatados em todo o mundo.

A última vez que o Facebook teve uma interrupção dessa magnitude foi em 2019.

No Twitter, o Facebook pediu desculpas àqueles afetados pela interrupção.

Fonte: CNN

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Segunda-feira: 602 testados positivo

Publicado em 4 de outubro de 2021, em Sociedade

Desde o final do ano passado que Tóquio não tinha dois dígitos no dia e em Aichi é a primeira vez em 3 meses que tem um número abaixo de 30.

SARS-CoV-2 (CDC)

Em 45 províncias e aeroportos (26) a soma dos novos casos de infecção pelo coronavírus foi de 602, na segunda-feira (4). Iwate e Yamagata tiveram zero de testados positivo. 

Publicidade

É a primeira vez desde 2 de novembro que Tóquio teve um número abaixo de 100, fechando o dia com 87 novos casos. Foram 3 em Gunma, 15 em Ibaraki, 17 em Tochigi, 43 em Chiba e em Saitama, e 57 em Kanagawa.

Osaka teve 96, enquanto foram 26 em Hyogo, 10 em Quioto, 7 em Shiga, 13 em Hiroshima, 12 em Okayama, 19 em Fukuoka e 9 em Okinawa, onde é a primeira vez em 7 meses que tem apenas um dígito, desde 8 de março.

Em Aichi, é a primeira vez em 91 dias que tem um número abaixo de 30, com 22 novos casos, sendo 10 em Nagoia, 2 em Toyota, 1 em Toyohashi, entre outras cidades.

Nas demais províncias de Tokai foram 3 em Mie, 6 em Shizuoka e 18 em Gifu.

São 20.996 pacientes em tratamento, dos quais 693 estão em estado grave. 

O total de óbitos do dia foi de 24, sendo 6 em Tóquio e em Okinawa, 2 em Saitama e em Kanagawa, 1 em Quioto, Osaka, Aichi, Shiga e em outras províncias.  

Até segunda-feira são 1.665.984 pessoas recuperadas.

O Japão tem 70% da população alvo vacinada, com a aplicação de 167.449.378 doses, até domingo (3).

Número de testados positivo por província, na segunda-feira (NHK)

Fontes: News Digest, Nagoya TV, ANN e NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros