Cerca de 70 navios de cruzeiro são investigados por surtos de Covid-19

Passageiros de muitos cruzeiro não puderam desembarcar por conta dos surtos de coronavírus a bordo.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Um navio de cruzeiro da Royal Caribbean (banco de imagens)

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA – CDC está atualmente investigando ou observando quase 70 navios de cruzeiro após surtos de Covid-19 a bordo, de acordo com a atualização da agência na segunda-feira (27).

Publicidade

Navios impactados são de linhas de cruzeiro incluindo a Disney, MSC Cruises, Carnival, Norwegian, Royal Caribbean e Celebrity.

Um porta-voz da Associação Internacional de Linhas de Cruzeiro citou em uma declaração que navios de cruzeiro têm visto menos casos de Covid-19 do que a população “em terra”, em parte devido à obrigatoriedade de estar vacinado.

Contudo, de acordo com um representante do CDC, a probabilidade de contrair o vírus enquanto se faz cruzeiro ainda é “alta” e é impossível que essas embarcações sejam de “atividade de risco zero”.

Essa atualização ocorre enquanto casos de Covid-19 continuam a aumentar em meio à propagação da variante ômicron.

Isso fez com que navios fossem barrados de desembarque de passageiros ou de atracar, e três grandes linhas de cruzeiro foram forçadas a endurecer regras sobre uso de máscara.

Fonte: Business Insider

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Mais 62 casos de ômicron, sendo que em Shizuoka, Toyama e Shiga são os primeiros

Publicado em 28 de dezembro de 2021, em Sociedade

Desse total, 59 são passageiros que vieram do exterior. O índice é de 80% dos testados positivo. Em Shizuoka, Toyama e Shiga foram confirmados os primeiros casos.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

SARS-CoV-2 (Pixabay)

Na segunda-feira (27) o governo da província de Toyama informou sobre a primeira confirmação de infecção pela variante ômicron do novo coronavírus. 

Publicidade

É uma mulher na casa dos 20 anos, sem histórico de viagem para o exterior e nem contato próximo com pessoas que voltaram ao país. Está em tratamento, com sintomas leves.

Em Shiga também foi confirmado o primeiro caso, em uma mulher que trabalha em uma cidade fora da província. Não viajou para o exterior e há grande possibilidade de contágio por alguém do local de trabalho. Está em tratamento mas é assintomática.

O governo da província de Shizuoka informou que confirmou o primeiro caso, na cidade homônima, o qual não viajou para fora do país mas tem contatos com estrangeiros no ambiente de trabalho.

Aeroportos

Segundo informações do MHLW-Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar, 59 passageiros que desembarcaram entre 17 a 23 deste mês, tiveram confirmação da infecção pela variante ômicron do coronavírus.

A faixa etária é de idade infantil até 60 anos, de ambos os sexos, vindos dos EUA, Canadá, Tanzânia, Quênia e Inglaterra, por Narita, Haneda e KIX. 

O total de passageiros com confirmação dessa variante aumentou para 247.

O MHLW informou que 80% dos passageiros que testam positivo têm confirmação dessa variante.

Fonte: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância