Empresas em centro de produção na China param em meio a surto de Covid-19

As atividades foram suspensas em partes de Zhejiang, província com um grande setor industrial, onde muitos produtos são fabricados para exportação.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Ilustrativa (banco de imagens)

Várias companhias em um dos maiores centros de fabricação da China suspenderam operações enquanto autoridades locais tentam conter um surto de Covid-19, interrompendo a fabricação de produtos desde baterias a moldes têxteis e plástico.

Publicidade

O surto de coronavírus interrompeu atividades em partes de Zhejiang, província no leste da China com um grande setor industrial, onde muitos produtos são fabricados para exportação.

Pelo menos 20 companhias listadas suspenderam operações em Zhejiang, visto que dezenas de milhares de cidadãos foram colocados sob quarentena, alguns voos domésticos foram suspensos e vários eventos esportivos cancelados.

O surto em 3 cidades de Zhejiang – Ningbo, Shaoxing e Hanghzou – estava se desenvolvendo a uma velocidade “relativamente rápida”, disseram autoridades da saúde no fim de semana.

A província reportou 44 casos comunitários com sintomas confirmados em 13 de dezembro, mostraram dados oficiais nesta terça-feira (14), levando o total para 217.

Antes do surto atual, a província havia reportado somente um caso local neste ano.

Mais de 50 mil pessoas foram colocadas sob quarentena em instalações centralizadas por toda a província costeira de 64,4 milhões, enquanto cerca de 500 mil estavam sendo monitoradas.

Fonte: Channel News Asia

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Ômicron se espalha mais rápido e reduz eficácia de vacinas, diz OMS

Publicado em 14 de dezembro de 2021, em Notícias do Mundo

A ômicron é mais transmissível do que a delta e reduz a eficácia de vacinas, mas causa sintomas menos graves de acordo com dados iniciais.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Coronavírus em 3D (ilustrativa/banco de imagens)

A variante ômicron do coronavírus é mais transmissível do que a cepa delta e reduz a eficácia de vacinas, mas causa sintomas menos graves de acordo com dados iniciais, disse no domingo (12) a Organização Mundial da Saúde.

Publicidade

A variante delta, identificada pela primeira vez neste ano, é responsável pela maioria das infecções de coronavírus do mundo.

A OMS disse que a ômicron se espalhou para 63 países desde 9 de dezembro. Transmissão mais rápida foi notada na África do Sul, onde a delta é menos prevalente, e no Reino Unido, onde a delta é a cepa dominante.

Evidência anterior sugere que a ômicron causa “uma redução na eficácia de vacinas contra infecção e transmissão”, disse a OMS.

“Tendo em conta os dados atuais disponíveis, é provável que a ômicron ultrapasse a delta onde ocorre transmissão comunitária”, acrescentou.

Até agora, infecções pela ômicron causaram doença “leve” e casos assintomáticos, mas a OMS disse que dados eram insuficientes para estabelecer a gravidade clínica da variante.

Fonte: France 24

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância