Mafioso foragido há 20 anos é encontrado após aparecer no Google Maps

Após 2 anos de investigação, Gioacchino Gammino foi rastreado em Galapagar, na Espanha, onde vivia sob um nome falso.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Gioacchino Gammino (à dir.) aparece em imagem do Google Maps

A polícia italiana conseguiu encontrar um principal fugitivo da máfia, procurado há cerca de 20 anos, graças à ajuda do app do Google Maps, disse um investigador à agência Reuters na quarta-feira (5).

Publicidade

Após 2 anos de investigação, Gioacchino Gammino, de 61 anos, foi rastreado em Galapagar, na Espanha, onde ele vivia sob um nome falso.

Uma imagem do Street View do Google Maps mostrando um homem parecido com ele em frente a uma loja de frutas foi fundamental em desencadear uma investigação mais profunda.

Gammino, membro de um grupo da máfia siciliano chamado Stidda, escapou na prisão Rebibbia de Roma em 2002 e em 2003 havia sido condenado à prisão perpétua por assassinato cometido vários anos antes.

Atualmente, Gamino está sob custódia na Espanha e deve ser trazido de volta para a Itália no fim de fevereiro.

Fonte: CNN

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

‘Host’ de Aichi preso por abuso sexual de menor

Publicado em 7 de janeiro de 2022, em Crime

Além de abusar sexualmente da menor, ainda enviou fatura para extorquir 1 milhão de ienes.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem ilustrativa de sirene da viatura policial (Wikimedia)

Na quinta-feira (6) a polícia informou sobre a prisão do japonês 藤原勝, 21 anos, residente em Toyota (Aichi) e ex-host (homem que trabalha em clube para entreter as mulheres).

Publicidade

Sobre ele há suspeita de abuso sexual de menor, cuja garota tinha 17 anos na época, em um apartamento situado em Naka-ku, cidade de Nagoia (Aichi), em setembro do ano passado.

Segundo a polícia, ele a encontrou no banco da praça Ikeda em Shin-Sakae, junto com uma amiga. Tinha fugido de casa e a convidou para ir ao clube onde trabalhava, dizendo “não vou te cobrar nada”.

Quando o dinheiro que ela tinha em mãos acabou, a convidou para ir ao seu apartamento, dizendo que tinha cama e comida, se aproveitando da situação. 

Depois que a garota voltou para sua casa começou a receber fatura de conta pendente no clube desse host, no valor de 1 milhão de ienes, por comidas e bebidas. O pai a acompanhou na delegacia para prestar queixa, quando se soube do abuso sexual. 

A polícia alerta as famílias para que as meninas não sejam levadas por doces palavras de estranhos.

Fontes: FNN e Nagoya TV

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Kumon - aprenda japonês e tenha oportunidades