Governadores de Aichi e Mie pediram prorrogação da aplicação das medidas prioritárias

O governador de Gifu também considera solicitar o mesmo que os colegas das províncias vizinhas.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Mulher com máscara (Pixabay)

Na manhã de terça-feira (8) os dois governadores das províncias de Aichi e Mie solicitaram formalmente ao governo do país a prorrogação da aplicação das medidas prioritárias de prevenção à disseminação da infecção pelo coronavírus.

Publicidade

Na semana anterior a província de Aichi teve três dias com mais de 6 mil testados positivo, somando 39.222 em 7 dias, até segunda-feira (7).

Na segunda-feira, foi realizada uma teleconferência entre os 3 governadores da região Tokai, os quais concordaram em solicitar a prorrogação, de 3 semanas após 13 de fevereiro, quando terminaria.

Os 3 governadores em teleconferência (NHK)

O principal motivo é o temor do aumento de pacientes em estado grave e também para reduzir o número de testados positivo. 

O governador de Gifu também deverá fazer a solicitação no decorrer de terça-feira. 

Se as solicitações forem aceitas, os bares e restaurantes que servem bebidas alcoólicas continuarão com o horário de expediente reduzido nas 3 províncias.

O Primeiro-Ministro Fumio Kishida deverá decidir sobre essa extensão até quinta-feira (10), pois outras províncias do país também fizeram a mesma solicitação. 

Fontes: NHK, CTV, Nagoya TV e News Digest

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Recorde de trabalhadores estrangeiros em Kanagawa

Publicado em 8 de fevereiro de 2022, em Comunidade

Esse recorde é um marco depois das crises, uma chamada de Lehman Shock e a outra após o grande terremoto com tsunami.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Mapa da província de Kanagawa (Wikimedia)

O Departamento de Trabalho da Província de Kanagawa, ligado ao MHLW-Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar do Japão, divulgou os dados mais recentes dos trabalhadores estrangeiros, fechados em 30 de outubro de 2021, com aumento de 6,5% em relação a 2020 e o maior número após a Lehman Shock. 

Publicidade

O total é de 100.592 trabalhadores estrangeiros, empregados por 16.925 empresas, as quais também aumentaram. São 16.925 a mais do em 2020, marcando recorde. 

Desde o ano de 2020 os trabalhadores vêm sendo afetados pela crise causada pelo novo coronavírus, incluindo os estrangeiros. 

Asiáticos são maioria

Os chineses são em maior número, seguidos pelos vietnamitas e filipinos. Foi-se o tempo em que na província de Kanagawa os brasileiros e peruanos eram maioria dos trabalhadores estrangeiros. 

  1. 26% de chineses, com 26.229 trabalhadores
  2. 20% de vietnamitas, com 20.261 trabalhadores
  3. 13% de filipinos, com 12.976 trabalhadores
  4. 6% de nepaleses, com 6.156 trabalhadores
  5. 5% de brasileiros, com 5.210 trabalhadores
  6. 4% de sul-coreanos, com 3.771 trabalhadores
  7. 4% de peruanos, com 3.583 trabalhadores

Gráfico mostra percentuais dos trabalhadores estrangeiros (MHLW)

Queda de empregos na indústria da manufatura 

Em 2010 a indústria da manufatura tinha 25% da fatia de empregos gerados para os estrangeiros, mas após a crise causada pelo Grande Terremoto ao Leste do Japão no ano seguinte, o nível caiu até -4%, voltando a se recuperar gradativamente até chegar a 13% em 2018. 

Mas, com a crise gerada pelo coronavírus voltou a ficar em situação difícil para os trabalhadores em geral, incluindo os estrangeiros. Em outubro do ano passado, representou 14% dos empregos para os estrangeiros. Brasileiros (41%) e peruanos (40%) dependem dessas indústrias de manufatura.

A estatística mostra que 18% dos estrangeiros (17.819 pessoas) trabalham através das empreiteiras.

Grande parte dos trabalhadores estrangeiros (53%) são empregados em indústrias com até 99 funcionários. 

Visto permanente

Desse total de pouco mais de 100 mil trabalhadores estrangeiros, 43.310 possuem visto de residência, entre eles os brasileiros, peruanos, chineses e filipinos.

Em relação ao visto permanente, 58% dos trabalhadores brasileiros o possuem e 75% dos peruanos.

Fonte: MHLW

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância