Quarta-feira: 57 mil novos casos de coronavírus no Japão

O aumento em relação à quarta-feira anterior foi de 2,8 mil casos.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

SARS-CoV-2 (CDC)

O Japão teve 57.758 testados positivo para o novo coronavírus na quarta-feira (13), aumentando a soma cumulativa para 7.191.052 pessoas infectadas nesta epidemia.

Publicidade

Veja abaixo as províncias com maiores números.

  • Tóquio: 8.253
  • Osaka: 5.121
  • Kanagawa: 4.517
  • Aichi: 3.430
  • Saitama: 3.016
  • Fukuoka: 2.924
  • Chiba: 2.625
  • Hokkaido: 2.713
  • Hyogo: 2.672
  • Okinawa: 1.656
  • Quioto: 1.171
  • Hiroshima: 1.141
  • Shizuoka: 1.089

Outras províncias têm números preocupantes.

  • Ibaraki: 952
  • Nagano: 840
  • Mie: 796
  • Tochigi: 778
  • Gifu: 704
  • Gunma: 583
  • Shiga: 509
  • Ishikawa: 372

Óbitos, recuperações e pacientes em tratamento

O dia teve 60 óbitos, sendo 11 em Osaka, 10 em Kanagawa, 5 em Chiba, 5 em Tóquio, 4 em Hyogo, em Saitama e em Ibaraki, 3 em Mie e em outras províncias.

São 569.334 pacientes em tratamento, dos quais 468 estão em estado grave.

Em contrapartida, são 6.592.878 pessoas recuperadas da covid.

Veja os dados dos testados positivo, por província no Japão.

REGIÃO
PROVÍNCIA TOTAL
Hokkaido 2.713
Tohoku
Aomori 504
Iwate 431
Miyagi 748
Akita 359
Yamagata 253
Fukushima 693
Kanto
Ibaraki 952
Tochigi 778
Gunma 583
Saitama 3.016
Chiba 2.625
Tóquio 8.253
Kanagawa 4.517
Hokuriku
Niigata 907
Toyama 190
Ishikawa 372
Fukui 221
Koshin
Yamanashi 232
Nagano 840
Tokai
Gifu 704
Shizuoka 1.089
Aichi 3.430
Mie 796
Kinki
Shiga 509
Quioto 1.171
Osaka 5.121
Hyogo 2.672
Nara 589
Wakayama 364
Chugoku
Tottori 100
Shimane 162
Okayama 975
Hiroshima 1.141
Yamaguchi 280
Shikoku
Tokushima 162
Kagawa 425
Ehime 408
Kochi 184
Kyushu
Fukuoka 2.924
Saga 530
Nagasaki 469
Kumamoto 734
Oita 444
Miyazaki 755
Kagoshima 706
Okinawa 1.656
Aeroportos 71
TOTAL GERAL 57.758
Fonte: News Digest e NHK

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Biden diz que Rússia está cometendo genocídio na Ucrânia

Publicado em 13 de abril de 2022, em Notícias do Mundo

Biden repetidamente chamou Putin de criminoso de guerra, enquanto Vladimir Putin diz que a Rússia continuaria ‘ritmicamente e calmamente’ sua operação e atingir suas metas.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Biden acusa Rússia de genocídio (NHK)

O presidente dos EUA, Joe Biden, disse pela primeira vez que a invasão da Ucrânia por Moscou equivale a genocídio, enquanto Vladimir Putin diz que a Rússia continuaria “ritmicamente e calmamente” sua operação e atingir suas metas.

Publicidade

Biden repetidamente chamou Putin de criminoso de guerra, mas ao discursar em uma usina de etanol em Iowa na manhã de terça-feira (12) o presidente dos EUA escalou sua retórica para acusar a Rússia de genocídio.

“Deixaremos que os advogados decidam internacionalmente se isso se qualifica ou não, mas parece desse jeito para mim”.

A Rússia negou várias vezes ter civis como alvo e disse que os ucranianos e alegações de crime de guerra do Ocidente são inventados.

Muitas cidades de onde os russos se retiraram no norte da Ucrânia estavam repletas de corpos de civis mortos no que Kiev diz ter sido uma campanha de assassinato, tortura e estupro.

A agência de notícias Interfax Ukraine, citando nesta quarta-feira (13) a polícia do distrito de Kiev, disse que 720 corpos foram encontrados na região em torno da capital, com mais de 200 desaparecidos.

O Kremlin disse que iniciou uma “operação militar especial” em 24 de fevereiro para desmilitarizar e “desnazificar” a Ucrânia. Kiev e seus aliados no Ocidente rejeitam isso como falso pretexto para a invasão.

As cerca de 7 semanas de incursão russa, o maior ataque a um estado europeu desde 1945, viu mais de 4,6 milhões de pessoas fugirem para o exterior, mataram e feriram milhares e deixaram a Rússia cada vez mais isolada do cenário mundial.

Na terça-feira (12), Putin aproveitou seus primeiros comentários sobre o conflito em mais de uma semana para dizer que a Rússia continuaria “ritmicamente e calmamente” sua operação, e manifestou confiança que suas metas, incluindo sobre segurança, seriam alcançadas.

Fonte: Channel News Asia

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência