O maior restaurante flutuante do mundo deixa Hong Kong

O restaurante vinha sofrendo um déficit desde 2013. Propostas foram feitas para salvar o ícone histórico, mas seu alto custo de manutenção desencorajou investidores.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

O colossal Jumbo Floating Restaurant de 3 andares (banco de imagens)

Por volta das 7h de 14 de junho, dezenas de rebocadores chegaram para levar o restaurante de frutos do mar Jumbo Kingdom em Aberdeen Typhoon Shelter em Hong Kong, ao largo da costa sudoeste da ilha. Ele foi movido para um local no exterior que não foi revelado.

Publicidade

Com 260 metros de comprimento, o colossal Jumbo Floating Restaurant de 3 andares era famoso por sua placa gigante em verde e vermelho neon com a escrita chinesa “foon ying gwong lam”, que significa “seja bem-vindo”. Em seu auge, ele era parte do maior restaurante flutuante do mundo.

Por cerca de quase meio século, ele foi a principal embarcação do Jumbo Kingdom, que também incluía a mais velha e menor Tai Pak, uma balsa para tanques de frutos do mar, uma embarcação que funcionava como cozinha e 8 pequenas balsas menores para transportar os visitantes de dois cais próximos.

Nos últimos anos, o Jumbo Floating Restaurante era o único do grupo que estava operacional e aberto para os clientes.

Por ele passaram celebridades incluindo a Rainha Elizabeth II e o falecido Príncipe Philip, Jimmy Carter, Chow Yun Fat, Elisabeth Taylor e Tom Cruise.

“O Jumbo Floating Restaurant deixou Hong Kong hoje”, confirmou a Aberdeen Restaurant Enerprises Limkted, a companhia que detém e opera a Jumbo Kingdom, em uma declaração divulgada após o reboque ter sido concluído.

O fim de uma era

A companhia revelou que o restaurante vinha sofrendo um déficit desde 2013. A pandemia de covid-19 e subsequente lockdown da cidade deram o golpe final.

Em março de 2020, os donos do restaurante disseram que haviam acumulado um prejuízo de cerca de US$13 milhões e anunciaram que o restaurante seria fechado até novo aviso.

Várias propostas foram feitas para salvar o ícone histórico, mas seu alto custo de manutenção desencorajou investidores em potencial.

Fonte: CNN

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Testes para duas infecções sexualmente transmissíveis podem ser feitos usando ‘hoken’

Publicado em 17 de junho de 2022, em Saúde, Bem-Estar e Cotidiano

O seguro social (kokumin kenko hoken ou shakai hoken) cobre os testes e também o tratamento de mais 2 ISTs no Japão.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem meramente ilustrativa (PxHere)

A partir de 1.º de junho os testes para duas das infecções sexualmente transmissíveis (ISTs) poderão ser efetuados usando o seguro social (hoken):  

Publicidade
  1. tricomoníase (腟トリコモナス感染症, lê-se chitsu trichomonas kansensho) e 
  2. miclopasma genital (性器マイコプラズマ感染症, lê-se sei myclopasma kansensho).

As pessoas, em geral, conhecem as doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) como clamídia, gonorreia, sífilis, HIV e outras, mas precisam ficar atentas às ISTs também.

No Japão, essas infecções sexualmente transmissíveis não precisam ser notificadas com base na Lei de Controle de Doenças Infecciosas, mas são listadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) nas diretrizes de tratamento. 

Segundo a OMS os números de pessoas no mundo com essas infecções são elevados, de acordo com os dados de junho de 2019. São 156 milhões com tricomoníase e 127 milhões com clamídia.

Embora não tenha dados específicos no Japão, de pessoas que se tratam da tricomoníase, é preciso ficar atento aos sintomas e realizar o teste.

A tricomoníase é causada pelo protozoário Trichomonas vaginalis e não acomete somente as mulheres que se queixam de vaginite. Os homens podem ser assintomáticos e transferir para a parceira ou parceiro. 

A infecção por micoplasma genital é conhecida por causar uretrite. Mas, nas mulheres pode causar infecção no útero, na vagina e nas trompas. Essas bactérias se espalham pelo contato sexual ou pelos fluídos, por isso, a importância do sexo com proteção.

Para a realização do teste PCR são coletados materiais diferentes dos homens e das mulheres. No caso deles, uma amostra de urina, e no caso delas, uma do corrimento vaginal, usando um cotonete.

Testando positivo inicia-se o tratamento com medicamentos eficazes, como antibiótico contra infecções bacterianas. 

Para realizar o teste PCR basta procurar um ginecologista (婦人科, lê-se fujinka) ou um urologista (泌尿器科, lê-se hitsunyokika), no caso dos homens.

Fonte: Gendai

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância