Três vietnamitas presos por furtos sequenciais tinham 4 milhões de ienes em produtos

Um deles confessou que era mais fácil furtar na ilha do que no arquipélago principal.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Médicos realizam cesárea sob luzes de celulares e bebê fica ferido

Publicado em 22 de junho de 2022, em Notícias do Mundo

Bebê fica ferido após celulares iluminarem cesárea durante falta de energia em hospital particular na Baixa Califórnia, no México.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Ilustrativa (banco de imagens)

A família de um bebê teme que ele possa perder a audição em um dos ouvidos após sua orelha ser cortada durante uma cesárea realizada em um hospital particular sob as luzes fracas de celulares durante falta de energia na Baixa Califórnia, no México, no início deste mês.

Publicidade

Karla Araceli Urizandi Martínez de 19 anos deu à luz Julián Adriel na Clinica Internacional de Especialidades (CIE) em Mexicali no dia 6 de junho.

Uma equipe médica realizou a cesárea sob as luzes de celulares após blecaute no hospital, o qual não fez uso de qualquer fonte alternativa de energia.

De acordo com uma reportagem do jornal Reforma, a operação de Karla estava originalmente programada para começar às 11h, mas ela não havia sido anestesiada até as 12h40.

O corte de luz ocorreu às 12h48, mas o médico David Santoyo Alanís teria decidido proceder com a operação contra o desejo da gestante porque ela já havia sido anestesiada.

“Eu não quero ser operada (no escuro), não quero morrer”, disse Karla a Santoyo, de acordo com o Reforma. O médico subsequentemente informou ao marido dela que o hospital tinha sua própria fonte de energia e que a sala de operações onde a cesárea ocorreria estava iluminada, uma afirmação que o Reforma descreveu como mentira.

A equipe médica liderada por Santoyo procedeu com a operação e devido a uma falta de luz, cortou a orelha esquerda do bebê, assim como parte de um hemangioma, comumente conhecido como marca de morango.

Sonia Martínez Andrade, a mãe de Karla, disse ao Reforma na semana passada que seu neto estava recebendo tratamento em outro hospital.

Testes determinarão de sua audição foi afetada. A parte esquerda da cabeça do bebê ficou inchada devido ao ferimento sofrido.

A família de Urizandi moveu uma ação junto ao Escritório Geral de Advogados da Baixa Califórnia, mas nenhuma ação foi tomada ainda contra membros da equipe médica ou o hospital.

Fonte: Mexico News Daily

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância