Filme ‘Muito Prazer’ estreia em Tóquio: atores brasileiros e sul-coreano

O filme aborda o bullying sofrido por uma estudante brasileira e o enredo se desenrola para um entendimento mútuo. Veja o trailer.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

A protagonista brasileira (reprodução)

Tanto o roteiro quanto a direção e edição são de Masakazu Park, o qual mostra o bullying sofrido por uma estudante brasileira na escola japonesa. A aluna Amanda, então, decide voltar para a escola nipo-brasileira em Ibaraki.

Publicidade

Os alunos brasileiros recebem a visita do professor Kanemoto, com raiva, por causa do ijime.

À esq. o pôster de divulgação do filme e à dir. o roteirista e diretor (reprodução)

Os atores são todos estudantes, japoneses, sul-coreano (鄭順栄) e brasileiros: Debora Barbosa Eguchi, Rodrigo Sato, Amanda Suzuki, Hiroshi Suzuki, Gustavo Destro, Rafael Suzuki Navand e Tayna Nilufar. E contou também com a tradução do português para japonês da Ana Uchiyama.

O filme é carregado de emoções, ilustrando essa questão do bullying e das discussões entre os estudantes que levam ao caminho para um entendimento mútuo.

O filme será exibido entre 27 de agosto e 2 de setembro no Cinema Rosa de Ikebukuro (toque aqui para abrir o mapa).

Assista ao trailer do filme.

Fonte: divulgação 

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Japão fica em 116º lugar em ranking de igualdade de gênero

Publicado em 14 de julho de 2022, em Notícias do Mundo

O ranking do FEM mostrou que a participação das mulheres nas arenas política e econômica continua particularmente baixa no Japão.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Ilustrativa (banco de imagens)

O Japão ficou na 116ª posição entre 146 países no ranking de igualdade de gênero deste ano, em último no grupo do leste asiático e Pacífico, e no Grupo das 7 maiores economias, disse na quarta-feira (13) um think tank (laboratório de ideias) sediado na Suíça.

Publicidade

O ranking do Fórum Econômico Mundial (FEM) mostrou que a participação das mulheres nas arenas política e econômica continua particularmente baixa no Japão. O país, entretanto, conquistou pontuações altas no acesso à educação e saúde.

No ranking do ano passado, o Japão ficou em 120º lugar entre 156 países.

Na Ásia, as Filipinas continuaram sendo o país com a melhor performance, em 19º lugar, enquanto a Coreia do Sul ficou em 99º e a China em 102º.

O próximo membro do G7 com pior colocação em 2022 foi a Itália, em 63º lugar. Os outros países do G7, Alemanha, França, Reino Unido, Canadá e EUA, ficaram entre a 10ª e 27ª posições.

A Islândia continuou sendo o país com a maior igualdade de gênero, ficando em primeiro lugar pelo 13º ano consecutivo, com uma pontuação geral de mais de 0.9.

Finlândia, Noruega, Nova Zelândia e Suécia ficaram entre os cinco primeiros. Com exceção da Noruega, todos os países com classificação máxima são liderados por primeiras-ministras.

Fonte: Japan Today

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência