EUA alertam sobre consequências catastróficas se Rússia usar armas nucleares na Ucrânia

O conselheiro de segurança nacional da Casa Branca disse que a ameaça nuclear de Moscou não detém e não deterá os EUA de ajudarem os ucranianos a defenderem seu país.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

A letra Z é um dos vários símbolos das Forças Armadas Russas envolvidas na invasão da Ucrânia pelo país em 2022 (ilustrativa/banco de imagens)

Um alto funcionário de segurança dos EUA alertou sobre consequências catastróficas se a Rússia usar armas nucleares em suas operações militares na Ucrânia.

Publicidade

O conselheiro de segurança nacional da Casa Branca, Jake Sullivan, disse à rede ABC News no domingo (25) que a ameaça nuclear de Moscou não detém e não deterá os EUA de ajudarem os ucranianos a defenderem seu país.

O presidente russo Vladimir Putin criticou nações no Ocidente por fornecer assistência militar para a Ucrânia e sinalizou a possibilidade de um ataque nuclear.

Sullivan disse que autoridades nos EUA “se comunicaram diretamente, de forma privada, com russos em níveis muito altos” sobre as consequências de tal ataque.

Ele disse que o governo dos EUA tem sido claro e enfático de que responderá decisivamente, junto com seus aliados e parceiros.

Questionado sobre se isso significa tomar a luta diretamente com a Rússia, Sullivan não deu uma resposta clara. Ele disse que ao invés disso, o governo está planejando por cada contingência.

Referindo-se aos protestos de civis russos contra uma mobilização de reservistas, Sullivan disse que o que o mundo está “vendo nas ruas bem agora é uma profunda infelicidade com o que Putin está fazendo”.

Ele acrescentou que “essa convocação de tropas, a farsa do referendo que eles estão tentando administrar nos territórios ocupados, esses definitivamente não são sinais de força ou confiança. É bem o oposto”.

Sullivan disse que “esses são sinais de que a Rússia e Putin estão lutando com dificuldades”.

Fonte: NHK

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Das mulheres solteiras no Japão, apenas 36% querem ter filhos depois de se casar

Publicado em 26 de setembro de 2022, em Sociedade

Takumi Fujinami, alto economista avançado junto ao Instituto de Pesquisa do Japão, descreveu o resultado como ‘chocante’.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Ilustrativa (banco de imagens)

Apenas 36.6% das mulheres solteiras no Japão entre 18 e 34 anos acreditam que as pessoas casadas devem ter filhos, mostra uma pesquisa de 2021, queda em quase a metade de 67.4% há 6 anos.

Publicidade

O número correspondente para entrevistados do sexo masculino caiu de 75.4% em 2015 para 55%, de acordo com resultados da Pesquisa Nacional de Fertilidade divulgada em 9 de setembro pelo Instituto Nacional de Pesquisa Populacional e de Segurança Social.

Takumi Fujinami, alto economista avançado junto ao Instituto de Pesquisa do Japão, descreveu o resultado como “chocante”.

“O desejo de se casar e ter filhos diminuiu de forma significativa principalmente entre as mulheres”, disse Fujinami, especialista na questão de queda de nascimentos.

“A porcentagem de mulheres as quais não acreditam que irão se casar na vida também aumentou mais do que a de homens”.

O estudo foi o mais recente em uma série de pesquisas a nível nacional realizadas uma vez a cada cinco anos sobre as opiniões das pessoas sobre casamento de filhos. Ela foi conduzida em 2021, um ano depois do originalmente programado devido à pandemia de coronavírus.

Fujinami acredita que a pesquisa reflete a decepção das mulheres em relação à disparidade de gênero, visto que elas tendem a ganhar salários mais baixos do que o dos homens enquanto arcam com o peso maior do trabalho de casa e cuidado com os filhos.

Ele disse que o governo será forçado a modificar suas políticas tradicionais para reduzir a queda de nascimentos se os jovens começarem a cada vez mais ver o casamento e filhos como algo negativo.

Fonte: Asahi

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância