Trabalhador cai em tanque de alumínio derretido a 720ºC e sobrevive

O eletricista de 25 anos caiu em um caldeirão com o metal derretido a 720ºC em uma fábrica na Suíça na quarta-feira (9).

Ilustrativa (banco de imagens)

Um trabalhador sobreviveu milagrosamente após cair em uma cuba de alumínio derretido em uma fábrica, mas conseguiu sair sozinho.

Publicidade

O eletricista de 25 anos caiu em um tanque cheio de alumínio derretido a 720ºC enquanto trabalhava na fábrica em St. Gallen, no nordeste da Suíça.

O jovem homem ficou imerso no metal derretido na altura dos joelhos, mas conseguiu sair enfrentando a dor.

Ele estava realizando trabalho com um colega no tanque que mantinha o alumínio na noite de quarta-feira (9) e foi levado para o hospital com queimaduras graves.

A polícia da cidade de St. Gallen estava investigando como o acidente ocorreu.

Fonte: Mail Online

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Pesquisa mostra que 50,1% das empresas no Japão têm falta de mão de obra

Publicado em 14 de novembro de 2022, em Sociedade

Das mais de 110 mil empresas entrevistadas em setembro pela Teikoku Databank, 50,1% disseram que elas sentiram um encolhimento de mão de obra.

O setor de restaurantes, que tradicionalmente tem maior taxas de trabalhadores não regulares, foi duramente afetado (ilustrativa/banco de imagens)

Um pouco mais da metade das empresas no Japão está passando por uma falta de trabalhadores a tempo integral, visto que a escassez de mão de obra do país, causada pela população em envelhecimento, é combinada pela recuperação de atividades econômicas, descobriu uma nova pesquisa.

Publicidade

Das mais de 110 mil empresas entrevistadas em setembro pela Teikoku Databank, 50,1% disseram que elas sentiram um encolhimento de mão de obra, a primeira vez que uma maioria manifestou tal posição desde novembro de 2019.

Controles de fronteira relaxados e o programa de desconto de viagens de governo para estimular o turismo aumentaram esperanças para uma recuperação adicional da indústria, mas algumas empresas também estão preocupadas com o fato de que elas podem não ser capazes de atender a demanda de mercado devido à escassez de mão de obra, de acordo com a Teikoku Databank.

Um total de 30,4% das empresas também disse que houve uma escassez de trabalhadores não regulares.

Restaurantes e o setor de hospitalidade, que tradicionalmente têm maiores taxas de trabalhadores não regulares, foram duramente afetados a 77,3% e 62,3%, respectivamente.

Para trabalhadores a tempo integral, o encolhimento foi mais notável no setor de serviços de informação a 71,3%, seguido pelo de recrutamento a 65% e as indústrias de manutenção e segurança a 64,6%.

A Teikoku Databank conduziu a pesquisa entre 15 e 30 de setembro, e recebeu respostas válidas de 11.621 companhias.

Fonte: Japan Today

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros