Estudo descobre altos níveis de metais pesados em chocolate amargo de marcas comuns

Os pesquisadores deixaram claro que não é preciso abandonar o chocolate inteiramente, mas é importante limitar a exposição quando puder.

Uma barra de chocolate amargo (ilustrativa/banco de imagens)

Graças a afirmações sobre antioxidantes e menor teor de açúcar, o chocolate amargo é geralmente descrito como “a mais saudável” das opções de chocolate, mas isso pode não ser necessariamente verdade.

Publicidade

Em um novo estudo conduzido por pesquisadores do Consumer Reports, 28 barras de chocolate amargo foram testadas para investigar a presença de metais pesados.

Anteriormente, pesquisadores mostraram que certas barras de chocolate continham cádmio e chumbo, dois metais pesados que foram ligados a uma variedade de problemas de saúde em crianças e adultos.

A indústria de chocolate está trabalhando para reduzir os níveis, mas o novo estudo buscou mostrar a proporção de riscos que as delícias realmente podem carregar.

A organização testou barras de chocolate amargo de várias marcas incluindo Hershey’s, Godiva, Green & Black’s, Ghirardelli, Lindt, Dove e Trader Joe’s. Das 28 barras testadas, cádmio e chumbo foram detectados em cada uma delas.

O estudo revelou que 23 das barras continham o suficiente das substâncias que ao consumir apenas 28,3 gramas por dia colocaria um adulto acima do nível que autoridades de saúde pública e especialistas do Consumer Reports acreditam que poderia ser prejudicial para pelo menos um dos metais pesados.

Cinco das barras estavam acima do nível potencialmente prejudicial tanto para o cádmio quanto o chumbo.

Tunde Akinleye, pesquisador de segurança de alimentos do Consumer Reports que liderou o projeto de teste, disse que o perigo é maior para grávidas e crianças pequenas porque os metais podem causar problemas de desenvolvimento, afetar o desenvolvimento do cérebro e levar a um QI baixo.

Entretanto, Akinleye acrescentou que “há riscos para pessoas de qualquer idade”, visto que exposição frequente pode resultar em problemas no sistema nervoso, hipertensão, supressão do sistema imune e danos nos rins.

Os pesquisadores deixaram claro que você não precisa abandonar o chocolate inteiramente, mas é importante limitar a exposição quando puder.

Akinleye explicou que enquanto a maioria das barras de chocolate nos testes tinha níveis preocupantes de chumbo e cádmio, em cinco delas eles estavam relativamente baixos em ambos, o que significa que “é possível para a companhias fabricarem produtos com quantidades menores de metais pesados”.

O estudo determinou que suas “escolhas mais seguras” incluem o Mast Organic Dark Chocolate 80% Cocoa, Taza Chocolate Organic Deliciously Dark Chocolate 70% Cacao, Ghirardelli Intense Dark Chocolate 86% Cacao and Intense Dark Chocolate Twilight Delight 72% Cacao e Valrhona Abinao Dark Chocolate 85% Cacao.

Fonte: Unilad

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Dois presos por contrabando de cocaína do Brasil

Publicado em 22 de dezembro de 2022, em Crime

Eles tentaram fazer contrabando de cocaína, escondida em filtro de café e outros produtos, mas a droga foi interceptada antes.

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros