Número de mortes e feridos pode aumentar por causa das nevascas consecutivas no Japão

Até sexta-feira foram confirmadas 9 mortes, mas no final de semana mais pessoas foram vítimas da nevasca e esse número pode aumentar.

Acúmulo de neve no telhado (NHK)

Duas ondas de frio consecutivas causaram nevascas no Japão desde o dia 17. Até as 8h de segunda-feira (26) foram registrados 1,76 metro de acúmulo em Okura (Yamagata), além de mais de 1 metro em diversas cidades de Hokkaido, Aomori, Niigata e Tottori.

Publicidade

Até nas províncias de Shikoku, onde não neva com frequência, a queda em 2 dias foi tão intensa que chegou a 60 centímetros de acúmulo em Kumakogen (Ehime), no domingo (25). 

Além da queda de energia elétrica em 3 mil domicílios e acidentes relatados, duas pessoas foram encontradas mortas na neve, no sábado. 

De acordo com a Agência de Gestão de Incêndios e Desastres do Ministério de Assuntos Internos e Comunicações do Japão, até sexta-feira (23), em todo o país foram confirmadas 9 mortes e 48 feridos.   

As vítimas fatais são de Hokkaido, Aomori, 2 de Akita, Yamagata, 3 em Niigata e 1 em Ishikawa. Esse número pode aumentar com a segunda nevasca de sexta-feira a domingo de Natal.

Embora o pico da nevasca tenha passado, as pessoas precisam tomar cuidado com avalanches e pistas com superfície congelada.

Há previsão de uma terceira onda de frio no Ano Novo.

Fontes: NHK e Yomiuri

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Chineses estão comprando muitos medicamentos no exterior, incluindo Japão

Publicado em 26 de dezembro de 2022, em Sociedade

Em meio ao rápido aumento nas infecções por covid-19 na China, cidadãos estão se voltando a outros países para comprar medicamentos, incluindo Japão.

Medicamentos para gripe, incluindo o Paburon Gold A, em prateleira de farmácia no Japão (banco de imagens)

Chineses estão comprando grandes quantidades de medicamentos para gripe e resfriado em países como Japão e Tailândia, estimulados pela severa escassez no país em meio ao rápido aumento nas infecções por covid-19.

Publicidade

A expressão chamada “bakugai”, que literalmente significa “compra explosiva” vem ocorrendo na última semana, com os chineses comprando medicamentos para suas famílias e conhecidos.

No sábado (24), chineses fizeram fila no caixa destinado a duty-free em uma farmácia de Ueno (Tóquio) onde há muitos estabelecimentos do tipo. Eles estavam usando seus smartphones para mostrar aos funcionários os medicamentos para gripe que gostariam de comprar.

Um homem da província de Fujian, que estava em Tóquio de férias, comprou antipiréticos e analgésicos no valor total aproximado de ¥10 mil.

O Pabron Gold A da Taisho Pharmaceutical, um remédio para gripe que alivia sintomas de febre, é particularmente popular. Muitos visitantes do exterior que vem ao Japão já o compravam como souvenir mesmo antes da pandemia.

Segundo reportagens da mídia de Hong Kong, os chineses também vêm comprando medicamentos em Singapura, Taiwan e Austrália, levantando preocupações de que possa haver falta de remédios para pessoas que contraíram gripe.

De acordo com o jornal sul-coreano JoongAng Ilbo, rumores têm se espalhado no país sobre pessoas tentando comprar medicamentos em lotes diretamente de farmacêuticas e atacadistas com propósitos de exportação.

Fonte: Yomiuri

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros