Tóquio fica em terceiro lugar pelo 7º ano consecutivo em rankings de cidades globais

A capital do Japão ficou em 3º lugar dentre principais cidades mundiais por poder compreensivo para atrair pessoas, capital e empresas.

Tokyo Skytree em destaque (banco de imagens)

Tóquio ficou em 3º lugar dentre principais cidades mundiais por poder compreensivo para atrair pessoas, capital e empresas pelo 7º ano consecutivo em 2022, mostrou um relatório de um think tank japonês na quarta-feira (14).

Publicidade

Entretanto, a capital japonesa obscureceu por pouco Paris em 4º lugar nos rankings do Global Power City Index 2022 das 48 principais cidades do mundo, elaborados pelo Instituto para Estratégias Urbanas da Fundação Mori Memorial.

Tóquio recebeu pontuações mais baixas em alguns indicadores devido ao número inferior de turistas do exterior, causado pelas medidas de controle da covid-19 do Japão e um atraso na retomada de voos.

A ordem dos rankings ficou inalterada em comparação ao ano anterior do 1º ao 6º lugar, com Londres em 1º e Nova Iorque em 2º. Singapura ficou na 5ª posição e Amsterdã na 6ª.

A retomada de atividades socioeconômicas foi o principal fator que mudou as pontuações nos rankings mais recentes, para os quais dados coletados em 2021 e 2022 foram usados.

Outras duas cidades japonesas que entraram nos rankings das 48 são Osaka, em 37º, e Fukuoka, em 42º lugar.

A cidade de São Paulo, no Brasil, ficou na 38ª posição.

Fonte: Nippon

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Chefe da OMS espera que covid-19 não seja mais uma emergência em 2023

Publicado em 15 de dezembro de 2022, em Notícias do Mundo

Um conselho da OMS se encontra todos os meses para decidir se o coronavírus ainda representa uma ‘emergência de saúde pública de preocupação internacional’.

Pessoas de máscara em estação ferroviária de Bangkok, na Tailândia (ilustrativa/banco de imagens)

O chefe da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, disse na quarta-feira (14) que ele está “esperançoso” de que a pandemia de covid-19 não seja mais considerada uma emergência global em algum momento do próximo ano.

Publicidade

Seus comentários em uma coletiva com a mídia ocorreram enquanto a China desmantela sua rígida política “Covid zero” e permite que as pessoas convivam com o vírus, incitando preocupações de que a segunda maior economia do mundo enfrenta um aumento de infecções.

Um conselho da OMS se encontra todos os meses para decidir se o coronavírus, que surgiu há 3 anos em Wuhan na China e matou mais de 6,6 milhões de pessoas, ainda representa uma “emergência de saúde pública de preocupação internacional” (PHEIC).

A designação é destinada a acionar uma resposta internacional coordenada e poderia desbloquear fundos para colaborar no compartilhamento de vacinas e tratamentos.

Ao comentar sobre a recente explosão de infecções por Covid na China, o diretor de emergências da OMS, Mike Ryan, disse que não foi devido ao relaxamento repentino da política rigorosa do governo, acrescentando que o vírus estava se espalhando “intensivamente” na nação bem antes da suspensão das restrições.

Ele disse que “medidas de controle não estavam impedindo a doença.

O desafio para a China em ter o vírus sob controle é chegar a um número adequado de pessoas vacinadas, disse ele.

Fonte: Channel News Asia

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros