Policial atira em um homem, o qual morre mais tarde no hospital

O homem ainda não identificado sofreu um ferimento grave na região abdominal e acabou morrendo mais tarde.

Lona azul cerca a área onde o policial deu um tiro (ANN)

De acordo com o Corpo de Bombeiros, por volta das 13h25 de sexta-feira (13), entrou um telefonema no 119 pedindo socorro para um homem ferido pelo tiro disparado por um policial.

Publicidade

O incidente ocorreu na rua, em Kamei-cho, cidade de Yao (Osaka). O homem tem idade na faixa dos 40 anos e dirigia um carro quando foi baleado e teve a região abdominal ferida.  

No momento do socorro estava inconsciente, segundo os bombeiros, por isso, foi levado ao hospital de Doctor Heli. Às 18h foi noticiado que o homem morreu no hospital.

O carro usado por esse homem ferido a tiro parece ter chocado com um poste, com danos na parte frontal.

A informação de que a polícia recebeu foi uma notificação de um carro suspeito, mas não se sabe qual foi o motivo do disparo.

“Houve um grande estrondo e depois o som do tiro disparado pelo policial”, disse uma testemunha. Uma outra pessoa relatou que “o alarme do carro soou e saí para ver o que acontecia. Vi o motorista e o policial discutindo”.  

A área é repleta de casas e restaurantes, mas também há uma escola primária nas proximidades.

Carro usado pelo homem que levou um tiro (ANN)

Fontes: ANN e NHK

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Combate à violência contra mulheres é tema de fórum de discussão

Publicado em 13 de janeiro de 2023, em Tome Nota

Violência contra mulheres é tema de fórum online aberto ao público.

Um encontro online gratuito acontecerá no dia 16 de janeiro (segunda-feira) às 20h para discutir e informar sobre um tema delicado e de suma importância: Combate à Violência Contra Mulheres Brasileiras no Japão.

Publicidade

Por meio do Direct Line (aplicativo de segurança emergencial) e a rede de apoio a mulheres vítimas de violência LAM, será realizado o 1º fórum de discussão dos tipos violência contra as mulheres no Japão e a importância de denunciar.

Participarão do encontro a empresária e ativista dos direitos das mulheres Luiza Brunet, Lilian Mishima, fundadora do projeto LAM, Tamara Moura Camargo, psicóloga e Karen Iwasaki, Advogada.

Segundo os organizadores, o evento foi planejado com o objetivo de sensibilizar e conscientizar a população brasileira no Japão e divulgar os serviços especializados da rede de atendimento à mulher em situação de violência, e os mecanismos de segurança emergencial e de denúncia no Japão.

O fórum acontecerá totalmente on-line e transmitido gratuitamente no canal do YouTube do
Direct Line (clique para abrir o canal do Youtube).

Fonte: divulgação

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros