Vitória na Ucrânia é ‘inevitável’, diz Putin

Putin disse que o poderoso complexo industrial militar da Rússia estava aumentando produção e era uma das principais razões pelas quais seu país prevaleceria na Ucrânia.

‘A vitória é garantida, não tenho dúvidas sobre isso’, disse Putin (Wikimedia Commons/Escritório Presidencial Russo de Informação e Imprensa)

O presidente Vladimir Putin disse na quarta-feira (18) que o poderoso complexo industrial militar da Rússia estava aumentando sua produção e era uma das principais razões pelas quais seu país prevaleceria na Ucrânia.

Publicidade

Falando com trabalhadores em uma fábrica de São Petersburgo que produz sistemas de defesa, Putin disse que a produção geral de equipamento militar estava aumentando com a demanda crescendo devido ao que ele chama de “operação militar especial” da Rússia na Ucrânia.

“Em termos de alcançar o resultado final e a vitória que é inevitável, há várias coisas… É a unidade e a coesão dos russos e das pessoas multinacionais russas, a coragem e heroísmo de nossos combatentes… E claro do curso de trabalho do complexo industrial militar e pessoas como vocês”, disse Putin.

“A vitória é garantida, não tenho dúvidas sobre isso”.

Putin disse que companhias de armas russas fabricaram cerca do mesmo número de mísseis antiaéreos do resto do mundo combinado, e 3 vezes mais do que os EUA.

O presidente ucraniano Volodymyr Zelensky, enquanto isso, reexaminou um pedido que ele fez repetidamente. Na quarta-feira, ele fez uma aparição em vídeo perante líderes reunidos no Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, e pediu mais armas.

Fonte: US News, NHK

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Japonês que matou a mulher na rua foi encontrado e preso

Publicado em 19 de janeiro de 2023, em Sociedade

Em relação ao homicídio da japonesa, na rua, o procurado foi encontrado caminhando no mesmo bairro e, depois de seu relato, foi preso.

À esq. o japonês preso e na foto maior a vítima, ex-namorada (Yotemira)

De acordo com a polícia, antes do meio-dia de quarta-feira (18), um policial viu o homem procurado pelo crime de homicídio andando sozinho na calçada em Hakata-ku, cidade de Fukuoka (província homônima).

Publicidade

Abordado e interrogado, o homem foi levado sem resistência, para a Delegacia de Polícia de Hakata para ser ouvido.

O encontrado depois de 2 dias do homicídio é o japonês 寺内進, 31 anos, ex-namorado da vítima japonesa, 川野美樹, 38 anos, a qual morava na cidade de Nakagawa (Fukuoka).

Há alguns meses Miki tinha registrado queixa na polícia sobre o stalking do ex-namorado, com quem teve um relacionamento no começo do ano de 2022. Por causa disso, ele estava com uma ordem de restrição de aproximação dela, desde novembro do ano passado. Mas, Miki foi brutalmente assassinada a facadas, na rua, por volta das 18h15 de segunda-feira (16), perto da estação de trem da JR Hakata.

A japonesa vítima de homicídio pelo stalker (Yotemira)

Logo depois do crime, o ex-namorado fugiu, mas a polícia colheu impressões digitais no local, as quais conferiram com as dele, por isso, estava sendo procurado mas não atendia aos telefonemas, tampouco estava em casa.

Na delegacia o japonês confessou no interrogatório que “não há dúvida de que a esfaqueei”, por isso, foi preso. Segundo a polícia, ele estava inconformado com a separação e começou a persegui-la, esperando-a na frente da empresa onde trabalha. 

A vítima japonesa nasceu e se criou em Nagoia (Aichi) mas se mudou para Fukuoka. Lá se casou, teve uma filha e se separou, por isso, estava vivendo com seus pais. 

Fontes: RKB, ANN, Bunshun, Yotemira e NTV

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros