Chiba: 10 mil ienes de benefício por estudante

Sem limitar as famílias alvo por rendimento anual como acontece na maioria dos casos, o benefício é de ¥10 mil por filho estudante.

Foto ilustrativa de uma cédula de 10 mil ienes (Pixabay)

O governo da província de Chiba decidiu implementar uma medida de apoio, no valor de 10 mil ienes, por pessoa, desde que seja aluno do primário ou do ginásio, ou que esteja matriculado no primeiro ano do colegial.

Publicidade

Declarou que é uma forma de ajudar as famílias, independente da renda, diante dos constantes aumentos de preços dos produtos, energia elétrica e gás, o que onera o orçamento.

Este projeto de orçamento suplementar para maio será submetido à próxima assembleia da província.

O orçamento suplementar é de 20,929 bilhões de ienes, sendo 8,5 para beneficiar as famílias e 12,4 para apoio às pequenas e médias empresas, em outro programa. 

São cerca de 320 mil alunos no primário e cerca de 160 mil no ginásio. Se o orçamento for aprovado, a política é fornecer os pagamentos através das prefeituras municipais, o quanto antes.   

Em relação às famílias com filhos que se matricularam no primeiro ano colegial, esta ajuda tem a finalidade de reduzir a carga pela compra de uniformes e materiais didáticos, independente de qual escola, seja pública ou privada.

São elegíveis também as famílias dos estudantes que residem em Chiba, mas cujas escolas ficam fora da província.

Fontes: Chiba Nippo e ANN

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Presidente sul-coreano enfatiza sucesso de cúpula com o Japão

Publicado em 9 de maio de 2023, em Ásia

Yoon Suk-yeol fez referência aos comentários de Fumio Kishida em uma coletiva de imprensa sobre a questão pendente do trabalho em tempo de guerra entre os dois países.

Reunião de Yoon Suk-yeol e Fumio Kishida aconteceu no domingo (7) em Seul, na Coreia do Sul (NHK)

O presidente sul-coreano, Yoon Suk-yeol, enfatizou que sua mais recente cúpula com o primeiro-ministro japonês foi proveitosa e manifestou sua intenção de trabalhar ainda mais para melhorar relações bilaterais.

Publicidade

Yoon estava falando em uma reunião do Gabinete nesta terça-feira (9) sobre seu encontro com Fumio Kishida em Seul no domingo (7).

Yoon fez referência aos comentários de Kishida em uma coletiva de imprensa sobre a questão pendente do trabalho em tempo de guerra entre os dois países. Kishida disse que seu coração dói quando ele pensa sobre as muitas pessoas que sofreram e a tristeza em um ambiente duro durante o regime colonial japonês.

O presidente sul-coreano disse que se ninguém negligenciar a história do passado negro e a abordar de forma sincera, a Coreia do Sul e o Japão podem superar as dificuldades que estão enfrentando.

Ambos os líderes concordaram em enviar especialistas sul-coreanos à planta de energia nuclear Fukushima Daiichi.

Alguns sul-coreanos estão manifestando preocupação, visto que o Japão tem um plano para liberar água tratada e diluída da planta no oceano. Os líderes também concordaram em visitar juntos um monumento dedicado às vítimas sul-coreanas do bombardeio atômico de 1945 em Hiroshima nos bastidores na cúpula do G7 que será realizada na cidade no fim deste mês.

Yoon disse que o que era inimaginável até recentemente, está agora acontecendo entre os dois países. Ele citou que se as duas nações, que compartilham o valor da democracia livre, cooperarem e construírem confiança mútua, elas serão capazes de criar um novo futuro, ainda melhor do que o melhor do passado.

Fonte: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - junto a comunidade no Japão
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!