Kishida devolverá parte do salário em meio a reações negativas por aumento em sua remuneração

Algumas pessoas nos campos dominante e da oposição dizem que o aumento salarial é inapropriado, visto que a população está passando dificuldades com as altas nos preços.

Sob a legislação, o salário do primeiro-ministro Fumio Kishida aumentaria em ¥460 mil (US$3 mil), por ano (banco de imagens)

O principal porta-voz do governo do Japão disse que o primeiro-ministro, seus ministros e alguns outros altos funcionários devolverão aumentos salariais aos cofres do estado se uma legislação proposta de aumento de remuneração para pessoas com esses cargos entrar em vigor.

Publicidade

O secretário-chefe de Gabinete, Hirokazu Matsuno, falou com repórteres na quinta-feira (9). Deliberações estão em curso na Dieta sobre a legislação proposta.

Sob a legislação, o salário do primeiro-ministro Fumio Kishida aumentaria em ¥460 mil (US$3 mil), por ano. A remuneração para ministros do Gabinete também subiria, em ¥320 mil (US$2,1 mil).

Algumas pessoas nos campos dominante e da oposição dizem que o aumento salarial é inapropriado, visto que a população está passando dificuldades com as altas nos preços.

Matsuno disse que os altos funcionários não têm intenção de se beneficiar com isso, mas acrescentou que o governo não deveria causar desconfiança pública. Ele disse que Kishida, ministros do Gabinete e alguns outros altos funcionários planejam devolver os aumentos aos cofres do estado se a legislação proposta entrar em vigor.

O porta-voz disse que dentre os altos oficiais do governo central estão pessoas em várias posições e que seus salários foram revisados de acordo com aumentos para funcionários públicos comuns.

Ele pediu compreensão pela aprovação antecipada da legislação proposta, dizendo que é apropriado continuar revisões em linha com aumentos salariais no setor privado.

Fonte: NHK

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Garanta os presentes das crianças na Black Friday

Publicado em 10 de novembro de 2023, em Tome Nota

As futuras mamães e papais podem comprar artigos para bebês e também os presentes para os filhos com descontos vantajosos na Black Friday.

Sacolas da Black Friday da Toys R US nas versões Cool e Cute, com 3 vezes mais de valor no conteúdo (reprodução)

As duas companhias americanas – Babies R Us e Toys R Us – com lojas espalhadas pelo Japão, oferecem descontos arrasadores na Black Friday, que chegam a até 50%

Publicidade

Portanto, se precisa comprar artigos e presentes para bebês e crianças, essa promoção é imperdível. É uma ótima oportunidade também para antecipar as compras de Natal.

Só para ter uma ideia, na Babies R Us, o pacote de fraldas da Pampers, com 25% de desconto está saindo por ¥1.947 e a cadeirinha para bebê para ser fixada no assento do carro tem corte de 43% na etiqueta.

A Black Friday da Babies R Us é entre 10 e 16 de novembro nas lojas físicas e na online começou às 12h de 9, até 23h59 de 16.

Toys R Us

Artigos da Black Friday da Toys R US e Babies R Us (reprodução)

Se pretende comprar brinquedos para as crianças de toda a família e dos amigos, a rede promete descontos de até 50%, como na penteadeira de princesa, na patinete dobrável, na bicicleta com rodas 16” e no trenzinho de madeira do Mickey e da Minie.

Há outras promoções com descontos atraentes também.

Também separou sacolas da sorte da Black Friday nas versões Cool e Cute por ¥3.999, já com imposto. O detalhe é que o conteúdo vale pelo menos 12 mil ienes.

A Black Friday da Toys R Us é entre 17 e 26 de novembro nas lojas físicas e na online é de 16 a 26.

Ótimas compras!

Fonte: divulgação 

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - faça remessas com segurança!
Estude NIHONGO com o Kumon!
UNINTER - Faculdade ONLINE no Japão!