Outro passeio gratuito em Gifu: árvores amarelo brilhante

O amarelo é uma cor alegre e simboliza a prosperidade e o dinheiro. Que tal se banhar dessa energia em um passeio gratuito?

Passeio entre as fileiras de árvores amarelas (Gifu Travel Guide)

Todos os anos, no final de novembro, o famoso local atrai visitantes da província de Gifu e também da vizinha Aichi pela beleza da paisagem.

Publicidade

Ganhou destaque e popularidade desde que começou a ser comparado com o cenário da novela sul-coreana chamada Fuyu no Sonata.

No caminho de 250 metros há fileiras formadas pelas 70 árvores de ginkgo biloba, nativa da China, e popular no Japão. No outono suas folhas ficam com a cor amarelo brilhante, e quando os raios de sol as iluminam se tem a impressão de que são douradas.

As folhas da ginkgo biloba se parecem um leque (Gifu Channel)

Essas fileiras de ginkgo biloba em um parque da cidade de Kakamigahara (Gifu) estão no auge dessa cor de outono, por isso, recomenda-se visitar o local logo.

Os visitantes recolhem uma ou outra folha caída no chão, com formato de leque, para levar umas amostras para casa.

A partir de 2 de dezembro ganharão iluminação de inverno.

Manabi no Mori Promenade

学びの森プロムナード

Fileiras de ginkgo biloba (Gifu Travel Guide)

  • Entrada: gratuita
  • Estacionamento: gratuito até 3 horas, com 153 vagas
  • Local: a 300 metros da prefeitura de Kakamigahara (Gifu), toque aqui para abrir o mapa

Agasalhe-se bem e ótimo passeio no fim de semana!

Fontes: Gifu Channel, Kakamigahara Kankou e Gifu Travel Guide

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Coreia do Sul ordena que Japão indenize 16 mulheres forçadas à escravidão sexual

Publicado em 24 de novembro de 2023, em Ásia

O tribunal disse que as vítimas foram ‘raptadas ou atraídas para escravização sexual’.

O tribunal sul-coreano ordenou que cerca de 200 milhões de wons (US$154 mil) sejam pagos para cada uma das requerentes (ilustrativa/banco de imagens)

Um tribunal sul-coreano ordenou na quinta-feira (23) que o Japão indenize 16 mulheres que foram forçadas à escravidão sexual em tempos de guerra, derrubando uma decisão da instância inferior que havia dispensado o caso.

Publicidade

A decisão de 2021 disse que as mulheres não eram elegíveis para indenização, citando “imunidade soberana” para Tóquio e julgando que aceitar as reivindicações das vítimas poderia causar um incidente diplomático.

Contudo, o Tribunal Superior de Seul decidiu na quinta-feira que era “justo dizer que imunidade soberana não deveria ser respeitada, em caso de conduta ilegal”, de acordo com um documento da corte visto pela AFP.

O tribunal ordenou que cerca de 200 milhões de wons (US$154 mil) sejam pagos para cada uma das requerentes, dizendo que as vítimas foram “raptadas ou atraídas para escravização sexual”.

Foi decidido que como resultado elas haviam sofrido “danos” e “não poderiam viver uma vida normal pós-guerra”.

Lee-Young-soo, uma vítima que agora tem 95 anos e uma das 16 requerentes, levantou as mãos em felicidade quando saiu do prédio do tribunal, dizendo aos repórteres: “Estou muito agradecida”.

Historiadores gerais dizem que até 200 mil mulheres – a maioria da Coreia do Sul, mas também da China – foram forçadas a se tornarem escravas sexuais, as chamadas “mulheres de conforto”, para soldados japoneses durante a 2ª Guerra Mundial.

A questão atormenta há muito tempo relações bilaterais entre Seul e Tóquio, que colonizou a península coreana entre 1910 e 1945.

A decisão ocorre quando o conservador governo sul-coreano do presidente Yoon Suk- yeol busca enterrar uma briga histórica e melhorar relações com Tóquio para confrontar juntamente crescentes ameaças militares da Coreia do Norte.

O governo japonês nega que tenha responsabilidade direta por abusos de tempo de guerra, mantendo que as vítimas foram recrutadas por civis e que bordéis militares eram operados comercialmente.

Fonte: NDTV

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - faça remessas com segurança!
Estude NIHONGO com o Kumon!
UNINTER - Faculdade ONLINE no Japão!