Entenda medida adotada pelo governo para incentivar a produção de energia sustentável

Saiba o que é a taxa de geração de energia sustentável descontada em sua conta e os esforços do governo para aumentar a produção de energia renovável.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Você está olhando os detalhes da tarifa mensal de energia? Confira quanto você está pagando na “taxa de geração de energia sustentável” (再エネ発電賦課金 – Sai-ene Hatsuden Fukakin).

Publicidade

Esta taxa é cobrada de acordo com o uso de energia de todos os clientes de determinada companhia, e é explicada como “ajuda nas despesas produzidas na compra de energia renovável geradas pelos usuários de energia renovável pelas companhias elétricas”. Como a produção de energia renovável, principalmente a energia solar, as despesas com compra de energia estão aumentando, e a taxa de arrecadação está aumentando.

A verba gerada por essa taxa é de ¥2 trilhões por ano. Embora muitas pessoas esperam que a energia solar seja uma medida para reduzir o aquecimento global, o quanto você está disponível a pagar para incentivar sua propagação?

Em 5 anos, taxa arrecada 10 vezes mais verba 

Normalmente, uma família gasta cerca de ¥6.000 por mês em energia elétrica. A “taxa de geração de energia sustentável” é responsável por aproximadamente ¥700. Anualmente, a taxa ultrapassa os ¥8.000. Realmente não é um valor barato.

Em 1º de julho de 2012, há 5 anos, o “sistema de compra por valor fixo de energia sustentável”, em especial a energia solar, entrou em vigor e todos que utilizam energia elétrica ficaram responsáveis por suprir parte das despesas das companhias.

Trata-se de uma taxa ao incentivo da propagação da energia sustentável. Resumidamente, o governo obrigou as companhias elétricas a comprarem toda a energia renovável gerada. Em troca, uma parte do custo de compra seria colocado sobre a tarifa de energia.

Ou seja, a energia dos solar farms, ou usinas de energia solar em grande escala, e a energia gerada em painéis instalados nos telhados das residências, no final das contas, são compradas pelos usuários.

Quando este sistema teve início, o valor da taxa era de apenas ¥50. Entretanto, quanto mais aumenta a geração de energia renovável, obviamente o custo de compra também aumenta. Consequentemente, o custo aumentou em 10 vezes em 5 anos, e o valor mensal da taxa aumentou para aproximadamente ¥700 neste ano fiscal.

A previsão é de que esta taxa arrecade mais de ¥2 trilhões neste ano fiscal.

Os méritos e deméritos do boom da energia solar

Desde o Grande Terremoto do Leste do Japão e o acidente da Central Nuclear de Fukushima I, o Japão vem investindo em outras formas de energia.

Até o ano fiscal de 2030, o Japão pretende suprir 22 ~ 24% da necessidade enérgica do país com energias sustentáveis. Para cumprir essa meta, é necessário que muitas companhias comecem a produzir mais dessas energias. Para isso, o Japão resolveu estipular um alto custo para as empresas lucrarem satisfatoriamente, mesmo que haja um investimento gigantesco.

Mais especificamente, o preço de um 1kWh de energia solar foi estipulado para ¥40. Devido a isso, muitas empresas perceberam o mérito da energia solar, e entraram no mercado de energia sustentável por unanimidade, gerando o boom de geração de energia solar dentro do Japão.

A quantidade gerada aumentou em 7 vezes nestes 5 anos e aproximadamente 15% de toda energia gerada no país é sustentável.

Contudo, como as companhias investiram massivamente no projeto, as despesas de compra da geração de energia aumentaram significativamente, e os custos para os usuários também. “Mas será que os usuários conseguem arcar com isso?” É atualmente uma grande dúvida, e o governo começou a realizar projetos para diminuir amplamente os custos de compra.

O preço de compra deste ano fiscal é de ¥21. Houve uma queda de aproximadamente a metade do preço inicial. “Como o custo de produção dos painéis solares está diminuindo anualmente, mesmo com esse novo padrão, (as companhias) devem continuar lucrando”, explica o governo.

Porém, segundo os negociantes de produção de energia solar, este não é o preço correto pelo serviço. As despesas com recursos humanos, como reformas e construção das usinas, estão mais caras e como a maioria dos terrenos planos já estão gerando energia elétrica, é necessário terraplanar algumas áreas para construir novas usinas.

Qual é o atual equilíbrio entre a propagação e os custos?

Passaram-se 5 anos desde o início do sistema de compras e as energias sustentáveis estão no período de virada do jogo.

O ponto principal é o grande aumento da propagação entre os usuários. Contudo, é necessário que a construção/instalação das usinas enérgicas fique mais barata já que está ocorrendo a revolução tecnológica do ramo.

Entretanto, mesmo com a construção de um grupo de estudos de especialistas para discutir o assunto em maio deste ano, o Japão não chegou a uma decisão conclusiva, mostrando a grande dificuldade de conciliar os custos dos usuários com a propagação da energia renovável.

A Alemanha, que implementou esse sistema antes do Japão, possui o dobro da produção de energia sustentável do que o Japão, com 30% da produção nacional sendo renovável. Entretanto, mesmo assim, o projeto tem a aprovação da população do país.

Embora exista os dois extremos do assunto, para resolver os problemas de aquecimento global e acidentes nucleares, não há dúvidas que a energia sustentável é uma das melhores maneiras. Porém, discussões sobre quanto o usuário deverá pagar para incentivar a propagação das energias renováveis continuam até o momento atual, mas ainda não há uma conclusão. O país mostrou sua posição e os usuários não puderam mostrar sua vontade até o momento.

O quanto você está disposto a investir na propagação das energias sustentáveis?

Fonte: NHK News

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Homem morre esmagado por pedra de 3 toneladas

Publicado em 8 de julho de 2017, em Sociedade

Um trabalhador de obra morreu esmagado por uma pedra de 3 toneladas. Veja mais.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

O homem trabalhava em um local de construção na área de Tachikawa, Tóquio (FNN)

Um homem de aproximadamente 70 anos morreu na tarde de quarta-feira (5) após uma pedra de 3 toneladas ter caído sobre ele em um local de construção na área de Tachikawa, em Tóquio, divulgou o Japan Today.

Publicidade

De acordo com a polícia, o acidente ocorreu por volta das 14h. O homem e outros trabalhadores estavam movimentando pedras de jardim de grande porte para a construção de uma instalação para idosos.

O homem, que era um dos trabalhadores responsáveis por decidir o alinhamento das pedras, estava dando instruções à equipe do guindaste, quando uma das rochas, que pesava cerca de 3 toneladas, caiu sobre ele, divulgou a Fuji TV.

Segundo a polícia, os fios que envolviam as pedras se afrouxaram, fazendo com que a pedra se soltasse.

Fonte: Japan Today
Image: FNN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância