Epidemia da influenza em Shizuoka: 2 mortes

Shizuoka está com nível alarmante da epidemia da influenza, o que preocupa as autoridades locais. Escolas dão folga e o governo pede colaboração do povo.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Lavar bem as mãos e uso de máscara para prevenção da influenza (SBS TV)

A epidemia da influenza em Shizuoka preocupa as autoridades locais por ter chegado no nível alarmante. Em um hospital da cidade de Gotenba 7 pacientes foram diagnosticados com influenza. Duas mulheres na faixa etária dos 80 e 90 morreram. Todos os diagnosticados estavam com vírus do tipo B.

Publicidade

O governo da província realizou reunião extraordinária na quinta-feira (18) para pedir controle da epidemia.

Somente no dia 18 mais 36 escolas primárias e 18 ginasiais anunciaram folga para evitar a proliferação do vírus.

As escolas da província estimulam os alunos a fazerem gargarejo e reforçam a importância de lavar bem as mãos.

O nível de alerta é dado quando o número de pacientes infectados chega a 30 por médico. Na província de Shizuoka a proporção chegou a 39,76 para um no período de 8 a 14 deste mês, ultrapassando para alarmante. Foi um salto de 22,58 pacientes para 1 médico para quase 40/1 em uma semana.

O governo pede colaboração da população para não permitir que essa proporção cresça ainda mais. Clama pelo uso de máscara e lavagem das mãos corretamente.

Fontes: SBS TV e NHK
Foto: SBS TV

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Suécia alerta cidadãos a se prepararem para guerra

Publicado em 19 de janeiro de 2018, em Notícias do Mundo

Manual de preparativos para guerras e outras situações de emergência será impresso e distribuído na Suécia para 4,7 milhões de famílias.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Por causa da preocupação em relação à ameaça russa, a Suécia, que está passando por um estágio de aumento da militarização, distribuirá a partir de maio panfletos de alerta e preparativos para uma situação inesperada de guerra. Segundo as autoridades, os panfletos serão distribuídos para 4,7 milhões de famílias.

Publicidade

Além de instruções para guerra, o panfleto contém informações para “outros tipos de ataques à Suécia e à sociedade, além de crises e desastres em épocas de paz”. O panfleto contém instruções para a construção de estoque de emergência com alimentos, água, cobertores, entre outros, além de pedir para os municípios construírem abrigos como os da Guerra Fria.

As autoridades de resposta de emergência apontaram situação de segurança dos Países Bálticos, ataques terroristas e disseminação de notícias falsas (fake news) em entrevista para a mídia americana CNN.

Manual impresso na Guerra Fria (Fonte/Reprodução: Wikimedia Commons)

Segundo o QUARTZ, o panfleto com o título “Om kriget kommer” (traduzido livremente como se acontecer a guerra) é um manual de ações nos casos de ataques cibernéticos e terroristas e mudanças climáticas. Ele também contém um manual para lidar com propagandas e informações falsas. Um panfleto semelhante era distribuído para os cidadãos na Guerra Fria, mas a distribuição foi encerrada em 1991.

“Todas as sociedades precisam se preparar para ameaças militares além de conflitos. A Suécia, por cerca de 25 a 30 anos, não informava direito e o nível de consciência do povo estava diminuindo”, disse Christina Andersson, porta-voz do governo, referindo-se ao período após o fim da Guerra Fria.

A Suécia prevê a intensificação da militarização em território nacional e a volta do serviço de alistamento militar. O país já prontificou um batalhão na Gotlândia, um ponto estratégico importante no Mar Báltico. O alistamento militar no país foi abolido em 2010, mas o país havia informado sua volta para 2018 em março de 2017.

Em fevereiro de 2015, o governo havia decidido aumentar o orçamento de defesa nacional para US$ 720 milhões em 5 anos.

Fontes: CNN Japan e Huffington Post

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância