Aichi, a segunda maior em número de pacientes com Covid-19

Com os novos casos constatados em Aichi a província é a segunda em número de pacientes com Covid no Japão.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Exame laboratorial (CTV)

O Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar planeja enviar um grupo de resposta à possibilidade de infecção em cluster (aglomerado), na quarta-feira (4), para a província de Aichi.

Publicidade

Mais 9 casos foram identificados na terça-feira (3) somando 41 no total, ficando atrás de Hokkaido, com maior número de infectados do país. 

O número de pessoas que podem ser testadas por dia é limitado a 30 na província e cerca de 20 em Nagoia. Mas o governo informou que fortalecerá o sistema de testes visando a detecção precoce de suspeitas de surtos.

Uma das pessoas com resultado positivo é uma mulher na faixa dos 20 anos, trabalhadora em um estúdio de fotografia. Teve febre em 28 de fevereiro mas a empresa fechou temporariamente no dia 4.

As 9 pessoas infectadas são residentes em Mikawa, Owari e Nagoia, na faixa dos 20 aos 80 anos. 

A administração da cidade de Nagoia trabalha no compartilhamento de informações com a da província, por causa da possibilidade da infecção localizada e também na agilização da descoberta da infecção antes do estado avançar. 

Fontes: CBC TV e CTV

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Olimpíadas de Tóquio 2020 poderiam ser realizadas no fim do ano, sugere ministra

Publicado em 4 de março de 2020, em Sociedade

A sugestão de uma possível mudança de planos foi rapidamente rebatida em uma reunião do conselho executivo do COI na Suíça.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Anéis Olímpicos perto do Novo Estádio Nacional em Tóquio (PM)

A ministra das Olimpíadas do Japão disse na terça-feira (3) que o contrato dos Jogos de Tóquio especifica somente que o evento tem que ser realizado durante 2020.

Publicidade

A resposta de Seiko Hashimoto a uma pergunta na câmara alta do parlamento implica que as Olimpíadas poderiam ser realizadas no fim do ano e não teriam que iniciar em 24 de julho como planejado. As Paralimpíadas abrem em 25 de agosto.

As Olimpíadas de Tóquio estão sendo ameaçadas pelo novo coronavírus, Covid-19, que se espalha rapidamente e causou a morte de 12 pessoas no Japão e fechou a maioria das escolas, competições de esportes e eventos relacionados às olimpíadas no país. O vírus surgiu na China e foi detectado em pelo menos 70 nações, com mais de 90 mil casos e 3,1 mil mortes.

“O Comitê Olímpico Internacional – COI tem o direito de cancelar os jogos somente se eles não forem realizados durante 2020”, disse Hashimoto no parlamento. “Isso pode ser interpretado com o significado de que os jogos podem ser adiados contanto que sejam realizados durante o ano civil”.

Entretanto, a sugestão de uma possível mudança de planos foi rapidamente rebatida em uma reunião do conselho executivo do COI na Suíça.

“Vamos ter os jogos em 24 de julho”, disse o porta-voz do COI Mark Adam em uma coletiva.

O presidente do COI, Thomas Bach, e organizadores de Tóquio disseram repetidamente que eles esperam que as Olimpíadas comecem na data planejada. Outros sugeriram que a propagação do vírus poderia forçar o cancelamento, adiamento ou transferência de eventos para outras cidades.

O COI emitiu uma declaração na terça-feira (3) manifestando “comprometimento integral ao sucesso dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, ocorrendo de 24 de julho a 9 de agosto”.

Bach então tomou a ação incomum de sair do primeiro dia de uma reunião de dois dias na sede do COI em Lausanne para fazer uma declaração.

“Gostaria de encorajar todos os atletas a continuarem suas preparações para os Jogos Olímpicos de Tóquio com grande confiança e a todo vapor”, disse ele.

Bach também elogiou um painel criado no mês passado que junta a OMS, autoridades públicas no Japão, e oficiais olímpicos em Tóquio e Lausanne.

Em uma entrevista na semana passada somente na mídia japonesa, Bach havia se recusado a “alimentar as chamas de especulação” sobre notícias de cancelamento ou adiamento.

Hashimoto foi questionada se ela acreditava que as Olimpíadas deveriam ser realizadas caso o surto de coronavírus estivesse pior do que está agora.

“Estamos fazendo todo esforço possível para que não tenhamos que enfrentar essa situação”, disse ela.

Fonte: Japan Times

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância