O que fazer para aliviar o estresse durante isolamento social

Durante a propagação do novo coronavírus, ficando mais tempo em casa é preciso ter algumas atitudes positivas para não ficar estressado.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Família à mesa (Flickr)

Esse esforço conjunto de toda sociedade para evitar ainda mais a disseminação do novo coronavírus, de todos permanecerem mais dentro de casa, pode gerar estresse, ansiedade e até depressão. Outro agravante é o aumento da violência doméstica, o que vem acontecendo nos países onde o índice de contágio é alto.

Publicidade

Para evitar isso é preciso ter atitudes positivas e proativas, além de cuidar da alimentação saudável, do sono de toda a família e fé. 

A psicóloga brasileira Ketelen Machado Tanaka faz recomendações para que todos busquem bem-estar mesmo na situação atual.

Crianças querem brincar e se movimentar

Em especial, as crianças ficam muito cansadas de ficar em casa, sem poder brincar com os amigos. Entregar um tablet ou smartphone para ficarem nos games ou falando com os amigos o dia todo não resolve o problema. A sugestão é resgatar as várias atividades entre pais e filhos.

O pai e a mãe ou responsáveis podem escolher brincadeiras para que os pequenos movimentem o corpo, como fazer ginástica juntos, jogar bola no quintal, improvisar um tênis de mesa ou uma cesta de basquete na parede. 

Também podem reservar um tempo para os hobbies deles, como música, artesanato, pintura e desenho, Lego, quebra-cabeças, entre outros. 

Pode ser um pouco difícil, mas mais uma dica é estimulá-los a dormir na mesma hora para manter a disciplina como se estivessem indo para a escola, procurar preparar alimentos saudáveis evitando o que não é nutritivo, usando a criatividade. Incluí-los para ajudar no preparo pode ser uma atividade interessante. Essas atitudes, incluindo as de higiene, ajudam a manter o sistema imunológico em dia. 

Ketelen sugere trabalhar com a realidade da criança sem angústia, explicando de forma leve porque está dentro de casa e que isso vai passar.

Adultos: leveza e alegria 

Os pais e irmãos mais velhos, mais os avós, podem fazer escolhas saudáveis. Aqui entram boas horas de sono, alimentação nutritiva, não exagerar na bebida alcoólica e nem no tabagismo. 

Da mesma forma que as crianças precisam, movimentar o corpo é importante. Fazer alongamento, meditação, ioga ou malhação mesmo em casa pode dar alívio para o corpo. Há vários canais no YouTube oferecendo isso gratuitamente. 

Que tal ouvir músicas e dançar em casa? 

Aproveite para separar um horário para assistir filmes de comédia para rir muito. A alegria ajuda inclusive o sistema imunológico. 

Outra dica da psicóloga é fazer um exercício das 3 bênçãos diárias, com sentimento de gratidão, escrevendo isso em um caderno.

A importância dos hobbies e voluntariado

Com mais tempo, pode se dedicar àqueles hobbies que vem adiando como DIY-Do it Yourself, artesanato, costura, desenho para adultos, leitura, fazer um curso online, jardinagem, arranjo floral, culinária, lavar o carro com calma, cozinhar sem pressa, entre outras atividades que proporcionem prazer. Essa é a palavra de ordem. 

Para quem gosta de faxina e organização pode aproveitar para descartar o que não precisa, redecorar a casa com os recursos que tem dentro de casa, organizar os closets e gavetas, além de fazer uma bela limpeza. Se encontrar produtos alimentícios como enlatados, farináceos, macarrão e outros não perecíveis pode doar para o Food Bank do Japão ou Second Harvest (toque aqui).

E, por falar nisso, a outra sugestão é fazer trabalhos voluntários. Se tem idosos na vizinhança pode ajudá-los a limpar o quintal e a calçada, pode costurar máscaras de tecido, pode enviar flores para os amigos, pode fazer um donativo para as ONGs que ajudam as pessoas no Japão e outros países, enfim, há várias outras coisas. Sentir-se útil para pessoas que nunca viu traz um sentimento de bem-estar.

Se gosta de cozinhar procure escolher receitas mais saudáveis, incluindo os alimentos que melhoram a imunidade (toque aqui caso ainda não tenha lido)

Que tal escrever uma carta em um papel todo decorado para manifestar sua gratidão, sua amizade, seu amor ou um pedido de perdão às pessoas que têm afeto. É uma boa oportunidade para escrever a mão, diferente de mandar uma mensagem pelo smartphone. 

Uma outra ideia é de fazer um diário, colocando no papel os seus sentimentos, pois a escrita é terapêutica.

Procure evitar o estresse de ficar em casa sem fazer nada. Segundo a psicóloga filtrar os noticiários, reservando um período do dia para conferir. Isso evita a ansiedade. E, cuidado as notícias fake!

Outra sugestão é não descarregar as frustrações em cima das pessoas ao redor, privilegiando o diálogo e o bom humor. Encontre um cantinho para refletir e se acalmar quando se perceber irritado. 

Ao sair para fazer as necessárias compras do dia a dia, lembre-se de usar máscara, álcool em gel e quando retornar para casa, lavar bem as mãos. 

As dicas foram dadas pela psicóloga Ketelen Machado Tanaka, a qual faz atendimento online. Pode ser encontrada na página do Facebook (toque aqui para abrir) ou pelo telefone 090-3154-7416.

Fotos: Pixabay, Flickr, Pixinio, PxFuel e Pexels

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

O que muda e não muda no cotidiano com a declaração de emergência

Publicado em 7 de abril de 2020, em Sociedade

Veja em tópicos sobre como fica o cotidiano com a declaração do estado de emergência, em relação à infraestrutura.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Declaração de emergência em 7 províncias (PM)

Com a declaração do estado de emergência nas 7 províncias, veja como fica o cotidiano. Entra em vigor à 0h de quarta-feira (7) em Tóquio, Kanagawa, Saitama, Chiba, Osaka, Hyogo, Fukuoka, vigorando até 6 de maio.

Publicidade

“Julgamos que ocorreu uma situação que poderia ter um impacto significativo na vida das pessoas e na economia nacional devido a uma disseminação rápida e em todo o país, por isso emitimos uma Declaração de Emergência com base na Lei de Medidas Especiais”, disse Shinzo Abe, às 17h30 de terça-feira (6).

Ele deixou claro que nesses locais não ocorrerá o lockdown, ou seja, bloqueio das cidades e províncias ou paralisação do transporte. A vida continuará com algumas restrições, mas para que essa iniciativa dê certo, conta com a colaboração de cada um dos residentes.

Às 19h de terça-feira o Primeiro-Ministro Shinzo Abe fez um novo pronunciamento para explicar sobre a declaração de estado de emergência. Retirou a máscara mantendo uma distância de mais de 2 metros com os jornalistas. 

Pronunciamento às 19h 

Agradeceu a todas as equipes de médicos e enfermeiros, às empresas que cederam suas instalações e às autoridades de cada província, além dos fabricantes de equipamentos hospitalares. Os esforços estão centrados no tratamento das pessoas infectadas e, ainda que a disseminação não esteja tão grave, há risco de afetar seriamente a população e a economia. 

Por isso, baseado na Lei de Contramedidas declarou estado de emergência na capital e região metropolitana, bem como em mais 6 províncias. 

Em Tóquio, com o maior número de pacientes, pretende obter mais 800 leitos, contando com a ajuda da Força de Defesa do país. 

O mais importante é não permitir o aumento da disseminação, mudando o comportamento de cada um da sociedade. 

Tem como meta de reduzir 70 a 80% dos casos, até o final do feriado do Golden Week.

Também explicou sobre as verbas destinadas para preservação do emprego, dos 300 mil ienes para as famílias que tiveram renda reduzida, 10 mil ienes a mais para cada criança (Jidoteate). Para os empresários também há benefícios de 200 milhões de ienes, além de uma linha de financiamento sem alienação fiduciária e sem juros para liquidar em 5 anos. 

Reforçou que não fará lockdown nas cidades e províncias alvo e os meios de transporte público continuarão funcionando.

Alertou para o perigo da fake news como o caso do papel higiênico, que faltou no mercado por ansiedade do povo. Quer evitar o pânico.

O que muda e não muda

Veja o que muda e não muda na sociedade, pois as medidas não são obrigatórias e a violação não incorre em nenhuma penalidade, apenas é um convite para a sociedade combater a disseminação do novo coronavírus.

  • Isolamento social parcial e distanciamento social: evitar sair de casa sem necessidade, porém há ações que continuam, como ir à clínica ou hospital, trabalho e compra de alimentos e necessidades diárias. Pede para não estocar em casa, já que não vai faltar alimentos. Manter distância entre as pessoas
  • Solicitou à população que evite ir a clubes noturnos ou locais com aglomeração como karaokê, procurar fazer as refeições em família
  • As empresas que puderem recomendar os funcionários para o home office (trabalho em casa) pede para fazerem isso. Quem precisar ir para o trabalho usando o transporte público vai continuar fazendo o de sempre
  • Escolas, creches e instalações de bem-estar com aulas e atividades suspensas e considera fornecer aulas online
  • Instalações como cinema, teatro, clubes noturnos, ginásios esportivos, hotéis e pousadas, museus, bibliotecas, shopping center, lojas de departamento e todas com mais de mil metros quadrados podem ser alvo de ordem de suspensão das atividades

Empresas que fornecem serviços de necessidades básicas

As companhias fornecedoras de água, energia elétrica, gás, telefonia, internet, transporte público, coleta de lixo e de encomendas não param.

O que continua em atividade

  • Transporte público, no entanto, pode ser que as companhias reduzam o horário de operação, como encerrar mais cedo, por exemplo
  • Supermercados como Aeon, Ito-Yokado, Marché e outros continuam atendendo, mas o governo pede para fazer as compras com calma e não estocar em casa 
  • Lojas de conveniência: as 3 maiores como SevenEleven, Family Mart e Lawson continuam 
  • Farmácias 
  • Family restaurants como Gusto, Saizeriya e outros continuam, alguns com expediente reduzido. Alguns começaram serviço de entrega. Pediu para abrir espaço entre as mesas 
  • Fabricantes de produtos alimentícios continuam a produção para fornecimento aos supermercados 
  • Correios e serviço de entrega de encomendas vão continuar. No caso do Japan Post suspendeu o atendimento noturno 
  • au, Softbank, Docomo e NTT: funcionários estarão prontos para gestão das instalações de comunicação para atender os problemas que possam surgir
  • Bancos, ATMs e internet banking continuam normal
  • Companhias de táxi pretendem continuar operando  

Embora os serviços da infraestrutura básica continuem funcionando para suprir a necessidade da população cabe a cada cidadão se cuidar para não infectar terceiros ou não ser infectado. 

Evitar locais com aglomeração, com pouca ventilação e manter o distanciamento social, além dos cuidados com a higiene como lavar bem as mãos com sabonete e o uso do álcool, usar máscara e cumprir com a etiqueta da tosse.

Os governadores de cada uma dessas províncias já se pronunciaram baseados na declaração do Primeiro-Ministro. No dia seguinte, quarta-feira, os demais deverão se pronunciar também.

Caso queira assistir ao pronunciamento das 19h veja o vídeo abaixo.

Fontes: NHK e transmissão ao vivo

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência