Homem é retirado de avião após se recusar a usar máscara

Companhias aéreas vêm pedindo a passageiros que usem máscara como medida preventiva contra o novo coronavírus.

A aeronave da Hokkaido Air System (NHK)

Um homem foi retirado de um voo doméstico no Japão após se recusar a usar máscara no avião, divulgou a NHK neste domingo (13).

Publicidade

A companhia aérea Hokkaido Air System disse que a tripulação viu o homem sem máscara antes da decolagem no voo do Aeroporto de Okushiri ao de Hokadote, ambos na província de Hokkaido, norte do Japão, por volta do meio-dia de sábado (12).

Funcionários da área disseram que a tripulação pediu a ele que usasse uma máscara, mas ele se recusou e não deu explicações.

O capitão decidiu remover o homem do avião após julgar seu comportamento perturbador à ordem no voo. Funcionários disseram que não foi porque o homem se recusou a usar o item de proteção, mas devido à possibilidade de que ele prejudicaria um voo seguro baseado em sua interação com a tripulação de cabine.

A NHK entrevistou o homem e perguntou por que ele não estava usando máscara. Ele disse que se sentia doente e que já tinha ficado com irritação na pele antes quando usou o item de proteção. O homem acrescentou que se recusou a dar uma explicação porque ele não queria falar sobre sua condição de saúde na frente de outros passageiros.

O avião partiu com meia hora de atraso e tinha 21 passageiros a bordo, segundo funcionários da área.

Companhias aéreas vêm pedindo a passageiros que usem máscara como medida preventiva contra o novo coronavírus.

Na segunda-feira (7), um outro voo doméstico fez um pouso imprevisto no Aeroporto de Niigata para retirar um passageiro que se recusou a usar máscara e ameaçou a tripulação de cabine. O avião tinha partido de Kushiro em Hokkaido com destino ao Aeroporto de Kansai em Osaka.

Fonte: NHK

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

AstraZeneca retoma testes clínicos de vacina contra coronavírus

Publicado em 13 de setembro de 2020, em Notícias do Mundo

Em 6 de setembro, a companhia farmacêutica britânica pausou os ensaios da vacina em todo o mundo para permitir uma revisão de dados de segurança.

A AstraZeneca divulgou uma declaração no sábado (12) sobre o reinício dos testes da vacina (NHK)

A companhia farmacêutica AstraZeneca disse que retomou testes clínicos de uma vacina candidata contra coronavírus após confirmação pelas autoridades da saúde britânicas de que era seguro fazer isso.

Publicidade

A AstraZeneca divulgou uma declaração no sábado (12) sobre o reinício dos testes da vacina desenvolvida junto com a Universidade de Oxford.

Em 6 de setembro, a companhia farmacêutica britânica pausou os ensaios da vacina em todo o mundo para permitir a um comitê independente e reguladoras no Reino Unido conduzirem uma revisão de dados de segurança.

A empresa disse na declaração que o comitê havia concluído sua investigação e informou às autoridades de saúde britânicas que é seguro retomar testes no Reino Unido.

A AstraZeneca se recusou a revelar mais detalhes, entretanto, disse que continuará a trabalhar com autoridades da saúde em todo o mundo para que outros testes clínicos possam ser retomados.

Após o anúncio, a AstraZeneca Japan está considerando retomar os testes da vacina no país. Ela disse que consultará organizações relevantes em relação a quando reiniciar os ensaios.

Em agosto, a empresa entrou em acordo com o governo japonês para fornecer doses a pelo menos 60 milhões de pessoas no país se ela tiver sucesso na vacina.

A companhia visa tornar 15 milhões de doses disponíveis até março do ano que vem.

Fonte: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - faça remessas com segurança!
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!