Japão confirma segundo caso de infecção pela variante ômicron

O estrangeiro chegou ao país na segunda-feira e testou positivo para o novo coronavírus. Depois, foi confirmado que é da cepa ômicron.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Ilustração da SARS-CoV-2 (Pixabay)

Segundo fontes do governo, foi confirmado o segundo caso de infecção pelo coronavírus, da variante ômicron

Publicidade

O estrangeiro veio do Peru e chegou ao Japão na segunda-feira (29). Depois de testar positivo o genoma foi analisado e constatou-se que é dessa cepa. 

Essa pessoa não teve nenhum contato com o diplomata namíbio, o primeiro caso confirmado no Japão.

Por isso, o MHLW-Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar está investigando os detalhes para saber da rota da infecção.

Fontes: NHK e FNN

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Depressão: um problema sério que afeta também os brasileiros no Japão e no mundo.

Publicado em 1 de dezembro de 2021, em Eliana A. C. I. Nonaka

Muito diferente de frescura ou a falta do que fazer… Depressão é sim uma doença e deve ser tratada.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem ilustrativa (PM)

Artigo enviado pela psicóloga Eliana A. C. I. Nonaka

Publicidade

Só mesmo quem passou ou passa por uma depressão pode entender o que é sentir um vazio na alma, um desânimo intenso que impossibilita a realização das coisas mais simples do dia a dia.

Nada dá prazer, nem mesmo estar com os amigos e familiares, nem mesmo passear nos lugares que sempre visitou. Fica impossível se concentrar porque a atenção diminui e as coisas começam a ficar ruins na escola, na faculdade, no trabalho e na vida como um todo. Energia diminuída, para alguns um sono que é intenso, para outros a insônia que não deixa dormir, outros não tem apetite e muitos outros comem compulsivamente.

Mas afinal, o que é depressão e por que ela acontece?

A tristeza é sentimento comum ao ser humano, as vezes bate um desânimo e aquela vontade de não fazer nada, mas ela passa e logo estamos bem, o que não acontece com as pessoas que apresentam a depressão.

De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), a depressão é uma doença psiquiátrica crônica que anualmente afeta milhões de indivíduos no mundo.

A perda de um ente querido, de um amigo, de um animal de estimação, uma mudança no relacionamento, no trabalho, na carreira profissional, mudar para outro país, como é  caso de muitos brasileiros que se encontram no Japão e no mundo, onde os costumes, a cultura, a rotina são outros, somado a própria dificuldade do idioma e a impossibilidade de se comunicar e expressar o que pensa e como se sente, intensificado com as incertezas e o isolamento social tão vivenciado nos últimos tempos, são situações que podem afetar e vir a ser consideradas fatores de risco desencadeantes de um possível transtorno depressivo.

Vale ressaltar que a depressão envolve uma deficiência bioquímica dos neurotransmissores, mas não é só isso, a forma como o sujeito se constituiu, o seu histórico, o meio em que viveu, os traumas e a sua capacidade de resiliência, que envolve a ressignificação das situações vivenciadas, tudo isso pode reforçar e nos fazer entender, o porque algumas pessoas são mais ou menos acometidas pela doença.

Por tanto, é uma questão individual, cada um terá o seu porquê, e de forma alguma a depressão pode ser considerada frescura. Quem a tem, a sente de fato; e nesse momento o que a pessoa menos precisa é de um dedo apontado para ela. Se você tem um amigo ou um familiar enfrentando um quadro de depressão, acolha a dor dele, respeite, mesmo que ele não consiga nomear ou falar sobre as razões, na maioria das vezes nem ele mesmo sabe.

“O que uma pessoa com depressão menos precisa é de um dedo apontado para ela.”

As psicoterapias são ótimas aliadas no tratamento e contribuem para uma significativa mudança no comportamento de pessoas depressivas. Sintomas podem ser reduzidos favorecendo uma melhora na qualidade de vida. Vale ressaltar que em alguns casos a ajuda medicamentosa é indispensável e se faz necessário o acompanhamento de um psiquiatra.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE. Relatório sobre a saúde no mundo,2011. Genebra: Organização Mundial de Saúde

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Kumon - aprenda japonês e tenha oportunidades