Toyota anuncia mais paralisação, o que impacta em menos 14 mil veículos em dezembro

A montadora japonesa informou sobre mais 3 dias de suspensão da produção, além das demais já anunciadas, com forte impacto no seu plano.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Logotipo estampado em uma das fábricas da Toyota (NHK)

Na segunda-feira (13) a Toyota Motor anunciou o aumento do período de suspensão da produção em dezembro, em mais 3 dias parados nas plantas de Tahara, em Aichi, e Tomita, na província de Fukuoka

Publicidade

Nas duas plantas o fornecimento de peças está atrasado devido à disseminação da nova infecção pelo coronavírus no Sudeste Asiático, e algumas linhas que produzem a marca de carros de luxo Lexus foram suspensas até quarta-feira (15). Na próxima semana, serão mais 3 dias, de 20 a 22, porque além da falta de autopeças ainda amarga o problema da logística no Japão.

Com isso, o total do impacto na produção, que inicialmente era de 5 mil unidades, aumenta para 14 mil veículos que deixarão de ser produzidos em dezembro, incluindo a Toyota Auto Body (Toyota Shatai).

Mesmo com os recentes anúncios de paralisações, o plano de produção global para 2021, fixado em 9 milhões de unidades, será mantido, informou a montadora.

Fontes: NHK e Sankei

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Covid-19: primeira morte registrada no Reino Unido pela variante ômicron

Publicado em 14 de dezembro de 2021, em Notícias do Mundo

O primeiro-ministro Boris Johnson disse que as pessoas deveriam deixar de lado a ideia de que a ômicron era uma variante mais leve.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Ilustrativa (banco de imagens)

Pelo menos uma pessoa no Reino Unido morreu em decorrência da variante ômicron do coronavírus, disse o primeiro-ministro Boris Johnson.

Publicidade

Johnson disse que a nova variante também estava resultando em hospitalizações e que a “melhor coisa” que as pessoas poderiam fazer era tomar suas doses de reforço de vacina.

O secretário da saúde Sajid Javid disse que a ômicron agora representava 20% dos casos na Inglaterra.

No domingo (12), Johnson estabeleceu uma nova meta para que fosse oferecida a todos os adultos na Inglaterra uma dose de reforço até o fim do mês.

Na segunda-feira (13), Johnson disse que as pessoas precisavam reconhecer “o passo absoluto que a ômicron acelera através da população” e acrescentou que elas deveriam deixar de lado a ideia de que era uma variante mais leve.

O Reino Unido registrou 54.661 novos casos de coronavírus desde a segunda-feira, assim como 38 mortes dentro de 28 dias de um resultado positivo.

4.713 casos confirmados da ômicron, disse Javid.

A ômicron aumentou para mais de 44% dos casos em Londres e a variante de coronavírus deve se tornar a dominante na cidade nas próximas 48 horas, disse ele.

Fonte: BBC

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância