China coloca cidade de 1,2 milhão de pessoas sob lockdown após 3 casos de covid-19

Cidadãos de Yuzhou, cidade na província de Henan, foram ordenados a ficarem dentro de casa para controlar a propagação de covid-19.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Cidade de Yuzhou em lockdown após detecção de apenas 3 casos de coronavírus (banco de imagens)

Mais de 1 milhão de pessoas em uma cidade na central da China estavam sendo confinadas em suas casas na terça-feira (4) após 3 casos assintomáticos de covid-19 terem sido registrados no mais recente lockdown do país.

Publicidade

Pequim tem seguido uma abordagem “zero covid” com restrições de fronteira rigorosas e lockdowns específicos desde quando o vírus surgiu.

Contudo, a estratégia está sob pressão com uma série de surtos locais recentes e a apenas 1 mês até as Olimpíadas de Inverno.

Yuzhou, uma cidade com população de cerca de 1,17 milhões de pessoas na província de Henan, havia anunciado que a partir da noite de segunda-feira (3) todos os cidadãos teriam que ficar dentro de casa para controlar a propagação de covid-19.

A China reportou outros 175 novos casos de coronavírus na terça-feira (4), incluindo 5 na província de Henan e mais 8 em um foco separado ligado a uma fábrica de roupas na cidade de Ningbo.

Embora o número de casos reportados seja baixo comparado com outros lugares no mundo, as infecções nas últimas semanas chegaram a uma alta não vista no país desde março de 2020.

Fonte: Japan Today

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Terça-feira: mais de mil testados positivo

Publicado em 4 de janeiro de 2022, em Sociedade

É a primeira vez desde 6 de outubro que o Japão confirma mais de mil testados positivo, com os aumentos em determinadas províncias.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

SARS-CoV-2 (CDC)

Até as 19h de terça-feira (4) o Japão confirmou 1.151 novos casos de infecção pelo coronavírus em 40 províncias, com possibilidade de aumento desse número.

Publicidade

Fazia dois meses que Tóquio e Osaka não tinham números superiores a 100. Fecharam o dia com 151 e 124, respectivamente.

Mas, o surpreendente foi em Okinawa, com um total de 225 testados positivo. Outras também tiveram números elevados, como 109 em Hiroshima, 70 em Yamaguchi, 55 em Kanagawa, 40 em Shiga, 38 em Saitama, 34 em Aichi e 33 em Tochigi.

Foram 26 em Hokkaido, 17 em Gunma, 13 em Nagano, 11 em Gifu, 3 em Shizuoka, 3o em Quioto e 19 em Fukuoka. 

Apenas 7 províncias com 0 (NHK)

Províncias com elevados índices de infecção 

Somente 7 províncias tiveram 0, como Mie e Kagawa.

=Atualização= À noite o governo informou que 117 passageiros que chegaram nos aeroportos testaram positivo, na terça-feira, o maior número desta epidemia. Assim, o total de confirmações do dia soma 1.278.

Os maiores índices de infecção a cada 100 mil habitantes, em uma semana, são:

  • 26 em Okinawa (nível crítico)
  • 10 em Yamaguchi
  • 6 em Gunma e em Quioto
  • 5 em Hiroshima e Osaka
  • 4 em Tóquio

Especialistas analisam que o país terá ainda mais aumento por causa da movimentação das pessoas no feriado e também pelo contágio comunitário da variante ômicron.

Por isso, a recomendação é de redobrar os cuidados preventivos.

Mais de 1.000 casos de ômicron

Segundo o levantamento da emissora NNN, o total de pessoas infectadas por essa variante já passou de mil, entre 30 de novembro e terça-feira. 

Desde o primeiro caso, de um passageiro que voltou da Namíbia, em 30 de novembro, levou um mês para aumentar para 500. Mas, depois, para chegar a mil bastaram 5 dias, o que mostra a velocidade de infecção dessa variante.

No dia 4 o n.º de testados positivo deu um salto (News Digest)

Fontes: News Digest, NHK, NNN e MHLW

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância