Quando é o pico da ômicron no Japão? Médico infectologista responde

Um médico infectologista de Hamamatsu avalia sobre o pico da infecção, e logo em seguida, um outro, o dos hospitais. Adverte em relação aos idosos.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem ilustrativa de pessoa com máscara e coronavírus (Pixabay)

Desde 19 deste mês o Japão vem tendo seguidamente mais de 40 mil casos diários de testados positivo para o coronavírus, por causa da variante ômicron. Em 22 chegou a 54,5 mil e a epidemia parece continuar na mesma escala. 

Publicidade

Para saber quando é o pico e quando essa sexta onda vai passar, a reportagem do Daiichi TV, de Shizuoka, entrevistou o médico infectologista Kunio Yano, Coordenador de Controle de Doenças Infecciosas da Cidade de Hamamatsu.

Quinta onda durou 3 meses e a sexta pode ser mais curta, mas é mais intensa (News Digest)

“É difícil prever quantas pessoas serão infectadas no futuro, mas referindo-se à África do Sul, atingiu o pico em 3 semanas e diminuiu em 5 semanas”, explicou Yano. 

O Japão começou na semana de 3 de janeiro. Então, três semanas depois, é 24. É o momento em que o número de pessoas infectadas aumenta. Existe a possibilidade de que esta semana aumente ainda mais“, analisou.

Hospitais deverão ter pico na semana seguinte 

Médico infectologista, dr. Kunio Yano, em entrevista online (Daiichi TV)

O doutor Yano acredita que na semana seguinte ao pico da epidemia acontecerá o pico nos hospitais, por causa dos pacientes gravemente doentes. Embora seja improvável que a covid pela ômicron se agrave, disse que deseja reduzir o número de pessoas infectadas.

Sabe-se que a ômicron causa cerca de ¼ da gravidade da delta, mas se o número de pessoas infectadas quadruplicar, os hospitais acabarão ficando em situação difícil”, analisa.

Idosos podem ficar em estado grave

Ele manifesta sua preocupação em relação aos idosos.

“No caso da delta, a causa da quinta onda, quase não houve hospitalização dos idosos porque foi depois que eles terminaram a vacinação. Desta vez, com a ômicron, a infecção foi transferida das pessoas da família que vivem com os idosos, os quais tendem a ficar gravemente doentes”, adverte.  

Por isso, recomenda que evite levar a infecção para dentro de casa. 

Fontes: Daiichi TV e News Digest

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Tonga agradece calorosamente a ajuda recebida do Japão

Publicado em 25 de janeiro de 2022, em Notícias do Mundo

O próprio primeiro-ministro do país que sofreu um grande desastre foi receber as equipes das aeronaves com donativos do Japão.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Comitiva recebe a aeronave da Força de Autodefesa do Japão ao chegar no aeroporto (imagem cedida pela SDF para o Sankei Shimbun)

Tonga, o país do Pacífico Sul, o qual teve um desastre sem precedentes por causa da erupção vulcânica e consequente tsunami, no sábado (15), recebeu calorosamente os aviões de transporte C130 da SDF-Força de Autodefesa do Japão, informou o governo japonês com um post no Twitter, na segunda-feira (24).

Publicidade

Chegaram ao destino no dia 22, depois da Nova Zelândia e Austrália. 

Para o povo de Tonga que forneceu apoio caloroso quando do Grande Terremoto do Leste do Japão, esta é a vez do Ministério da Defesa e da Força de Autodefesa fazerem o seu melhor. O Japão está profundamente comprometido com a estabilidade e prosperidade das nações insulares do Pacífico, incluindo Tonga”, declarou no post.

O próprio Primeiro-Ministro Hu‘akavameiliku, funcionários do governo e pessoal da embaixada japonesa receberam os donativos como água potável, máscaras para proteção das cinzas vulcânicas e equipamentos de alta pressão para lavar as superfícies sujas pelas cinzas. Também, o navio da Força de Autodefesa entrega monociclos portáteis, carros para carga, tanques de plástico e outros, mais equipe para ajudar no local. 

“Estou profundamente emocionado ao ver as aeronaves japonesas da SDF em Tonga. Quero agradecer ao Japão”, declarou Hu‘akavameiliku.

Além da mensagem de apoio ao país enviada pelo primeiro-ministro Fumio Kishida, no dia 17, o Japão fez uma doação de 1 milhão de dólares para contribuir com a restauração de Tonga.

Fontes: Sankei, BuzzFeed e Twitter

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância