Fabricantes japonesas consideram exportar fórmula infantil para os EUA em meio à escassez

A escassez do produto fez com que o presidente Joe Biden recorresse à Lei de Produção de Defesa para ajudar a aumentar os fornecimentos.

Ilustrativa (banco de imagens)

Fabricantes japonesas de fórmula infantil estão considerando exportar seus produtos para os EUA, onde uma escassez fez com que o presidente Joe Biden recorresse à Lei de Produção de Defesa para ajudar a aumentar os fornecimentos.

Publicidade

O Ministério da Agricultura do Japão entrou em contato com fabricantes de fórmula infantil para ver se é possível exportar seus produtos para os EUA, visto que o critério para o produto é diferente nos dois países, disse um funcionário do ministério da terça-feira (24).

“Estamos atualmente sendo informados pelo ministério para ver se é possível”, disse um funcionário da Meiji Holdings. “Queremos oferecer nossa completa cooperação”.

A Morinaga Milk Industry, uma outra fabricante, disse que está atualmente analisando a questão internamente para ver se é possível”.

Devido à escassez, Washington organizou aviões militares de carga para transportar fórmula infantil da Europa, com o primeiro lote tendo chegado no domingo (22). O segundo deve chegar no fim desta semana.

Em fevereiro, a grande fabricante Abbott recolheu seus produtos e fechou sua fábrica de Michigan após duas crianças que haviam consumido fórmula produzida no local terem morrido em decorrência de infecções bacterianas e várias outras terem adoecido.

Fonte: Japan Times

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Número de nascimentos no Japão atinge nova baixa durante a pandemia

Publicado em 25 de maio de 2022, em Sociedade

Resultados antecipados para o ano fiscal de 2021 mostram uma diminuição de 1.3% nos nascimentos.

Queda pelo 14º ano consecutivo no número de nascimentos (ilustrativa/banco de imagens)

O número de nascimentos no Japão caiu pelo 14º ano consecutivo, para uma nova baixa, mostram dados do governo, com pouco sinal de melhoria nos últimos meses.

Publicidade

Resultados preliminares para o ano fiscal de 2021 indicam uma diminuição de 1.3% no ano para 842.131 nascimentos, disse o Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar na terça-feira (24).

Os dados abrangem o ano que terminou em março de 2022, quando a pandemia de coronavírus pesou na vida social em um país onde políticos já estavam enfrentando dificuldades para encorajar a formação de novas famílias.

O número de casamentos, um fator chave que determina futuros nascimentos, caiu 0.6%, para 525.273.

O Japão suspendeu a maioria de suas restrições relacionadas ao coronavírus, mas a economia passa por uma recuperação lenta, e muitas pessoas ainda estão sentindo os efeitos de salários perdidos durante a pandemia.

O Japão em envelhecimento também enfrenta uma escassez ligada a menos pessoas entrando para a força de trabalho.

Mesmo se as medidas de suporte do governo tiverem sucesso e o número de nascimentos melhorar, levaria cerca de 20 anos para uma nova geração começar a repor os trabalhadores necessários na construção, área da saúde e outros campos.

Fonte: Asia Nikkei

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Aprenda NIHONGO com o Kumon!