Primeira Maratona de Tóquio em grande escala desde 2019 será realizada

A edição de 2023 será realizada no dia 5 de março em escala integral pela primeira vez em 4 anos.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Participantes na Tokyo Marathon em fevereiro de 2016 (ilustrativa/banco de imagens)

Organizadores na Tokyo Marathon, a maior maratona no Japão, decidiram realizar a edição de 2023 em 5 de março em escala integral pela primeira vez em 4 anos.

Publicidade

A Tokyo Marathon Foundation tomou a decisão em uma reunião no dia 23 de junho na capital.

A capacidade do evento de 2023 será de 38 mil corredores – a mesma de 2019, antes da pandemia de coronavírus. A participação de “corredores cidadãos” será permitida, como foi o caso no evento anterior em março de 2022.

A Maratona de Tóquio é conhecida como a maior corrida no país, mas devido à propagação da covid-19, apenas “atletas de elite” tiveram permissão para competir na edição de 2020.

A edição de 2021 foi adiada duas vezes e eventualmente realizada em março deste ano.

Como no evento anterior, os organizadores planejam submeter os participantes a testes do vírus antes da corrida e eles iniciarão em diferentes horários para aliviar o congestionamento.

Os organizadores aceitarão até 37,5 mil inscrições para a maratona completa e 500 para a corrida de 10,7Km. Elas iniciarão em frente ao prédio do Governo Metropolitano e o curso da maratona se encerrará em frente à estação de Tóquio.

As inscrições serão aceitas gradualmente a partir de 1º de agosto.

Para mais informações, toque aqui.

Fonte: Mainichi

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Vacinas contra covid-19 salvaram 20 milhões de vidas no primeiro ano

Publicado em 24 de junho de 2022, em Notícias do Mundo

Publicado no Lancet Infectious Diseases, o estudo é baseado em dados de 185 países e territórios de 8 de dezembro de 2020 a 8 de dezembro de 2021.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Homem sendo vacinado em Bangkok, na Tailândia, junho de 2021 (banco de imagens)

Vacinas contra covid-19 preveniram cerca de 20 milhões de mortes no primeiro ano após serem introduzidas, de acordo com o primeiro estudo modelo de grande escala sobre o tópico divulgado nesta sexta-feira (24).

Publicidade

O estudo, publicado no Lancet Infectious Diseases, é baseado em dados de 185 países e territórios de 8 de dezembro de 2020 a 8 de dezembro de 2021.

Essa é a primeira tentativa de estimar o número de mortes prevenidas diretamente e indiretamente como resultado de vacinações contra covid-19.

O estudo descobriu que 19,8 milhões de mortes foram evitadas de um potencial de 31,4 milhões que teriam ocorrido se nenhuma vacina estivesse disponível.

Foi uma redução de 63%, descobriu o estudo.

O estudo usou números oficiais, ou estimativas quando dados oficiais não estavam disponíveis, para mortes em decorrência da covid-19, assim como o excedente total de óbitos de cada país.

A análise foi comparada com um cenário alternativo hipotético em que nenhuma vacina foi administrada.

A China não foi incluída no estudo devido a sua grande população e medidas rigorosas de contenção, as quais teriam desequilibrado os resultados, disse.

Fonte: Channel News Asia

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância