Tohoku: 96 inundações e 126 deslizamentos de terra

Tohoku enfrenta uma chuva histórica que deixou casas inundadas e muita destruição.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem: NHK

Em coletiva feita nesta segunda (15) pelo ministro da Terra, Infraestrutura, Transporte e Turismo, foram confirmados 96 casos de enchentes de rios e 126 de delizamentos de terra na região de Tohoku, concentrados nas províncias de Akita e Aomori.

Publicidade

A província de Akita registrou danos agrícolas graves causados por inundações de plantações (tanbo), enchentes e deslizamentos de estradas florestais. Segundo o governo de Akita, os prejuízos agrícolas totalizam em ¥700 milhões na estimativa feita na segunda.

Em Aomori, os danos no bairro de Ajigasawa se destacam. Foram recebidos 445 relatos de inundações em residências no município. Em toda a província de Aomori, foi confirmado que no mínimo 670 casas e residências foram danificadas pelas chuvas.

Em toda a região de Tohoku, 7 linhas de trens estão paradas devido à destruição de pontes e inundações. “Espera-se que seja necessário um longo período para reconstruir as linhas, mas vamos trabalhar para construir novos métodos de transporte para auxiliar os moradores locais”, comenta o ministro.

Existe a previsão de chuvas históricas em toda a região de Tohoku ainda para esta semana, podendo chegar a 250mm em algumas regiões. As autoridades pedem para os cidadãos terem mais cuidado, e comentam que a situação poderá piorar nos próximos dias.

Fonte: NHK

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Okinawa: turistas embarcam no avião mesmo testando positivo para covid

Publicado em 16 de agosto de 2022, em Comportamento

Situação continua crítica em Okinawa. 100% de ocupação de leitos e falta de profissionais

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem: ANN

As férias de obon sem restrições de covid estão próximas ao fim. Devido ao aumento do número de pacientes com coronavírus, não há ambulâncias suficientes na região de Kanto, e bombeiros estão atendendo os pacientes em algumas situações. Em Okinawa, que recebe muitos turistas, há muitas pessoas que testam positivo para covid, mas embarcam no avião para voltar para casa, o que está preocupando autoridades.

Publicidade

Okinawa enfrenta uma situação preocupante. A taxa de ocupação de leitos atingiu os 95,5% em toda a província, e passou dos 100% na ilha principal de Okinawa.

Diversos hospitais relatam que não tem espaço para internação de novos pacientes. Para atender o maior número de pessoas, alguns hospitais estão utilizando os leitos comuns e as UTIs para tratamento do coronavírus, mas, mesmo assim, estão chegando no limite.

Está ficando difícil atender pacientes que não estão com covid“, comenta o médio Morikuni Nishihara, do centro de prevenção contra covid do Centro Médico Yuai.

“Tenho medo de um dia ter que ser levada de ambulância, e nenhum hospital me receber.”, disse uma residente de Okinawa para o noticiário da ANN.

Na Ilha de Ishigaki, há um número crescente de casos em que turistas com sintomas testam positivo para covid em testes PCR. Esses turistas são enviados para o hotel utilizado pelas autoridades para tratamento e controle da pandemia. O hotel, com 55 quartos, hospeda 35 pessoas, que estão em tratamento médico, o que representa uma taxa de ocupação de 63,6%. Cerca de 80% dos hóspedes são de pessoas de outras províncias.

As autoridades de Ishigaki relatam um novo problema. “Algumas pessoas que apresentaram sintomas e fizeram o teste, embarcam no avião de volta sem esperar o resultado“, disse médico do Hospital Kariyushi.

“Há a possibilidade (de essa pessoa) contaminar as outras no avião. Por uma questão de boas maneiras, peço que não façam isso. Você veio para o teste e, se deu positivo, provavelmente pensou que não poderia ir para casa. Eu gostaria que você viesse com o entendimento de que ficará em quarentena por 10 dias e se recuperará, e então será liberado do isolamento”, completa o médico, preocupado com que a variante BA.2.75 se espalhe em todo o país.

Fonte: ANN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência