Ré brasileira é condenada por subordinação no contrabando de 1 quilo de cocaína

Embora não tivesse papel central no contrabando, ela foi julgada pela ‘subordinação’ ao caso, cujo mandante era seu namorado.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem ilustrativa de martelo do juiz (PxHere)

A ré brasileira, desempregada, 25, cujo nome não foi divulgado, foi acusada de violação da Lei de Controle de Narcóticos, por estar de posse de pouco mais de 1 quilo de cocaína para fins de tráfico, em um hotel em Naha, capital da província de Okinawa, em junho do ano passado.

Publicidade

Foi processada e ouviu do juiz do Tribunal Distrital de Naha a sua sentença, segundo matéria publicada na quinta-feira (24).

Ele bateu o martelo para a sentença de condenação de 5 anos de prisão e ao pagamento de uma multa de 1,5 milhão de ienes, embora o pedido da promotoria tenha sido de 8 anos de cárcere e multa de 2 milhões de ienes.

A ré brasileira alegou que não tinha conhecimento da droga ilícita, mas o juiz entendeu que sim. Na fundamentação da sentença, foi apontado que ela cometeu o crime ao assumir a função de recolher e transportar cocaína de seu namorado.

Por possuir mais de um quilo de cocaína, ele disse: “Mesmo considerando sua condição de subordinação, não se pode evitar a pena de prisão”.

O seu namorado, réu de 30 anos, foi acusado da mesma violação da lei ao contrabandear cocaína e maconha dos Estados Unidos através do correio da base militar dos EUA em Okinawa. 

Ele foi condenado a 13 anos de prisão e ao pagamento de uma multa de 5 milhões de ienes pelo Tribunal Distrital de Naha de primeira instância, e está apelando.

Fonte: Ryukyu Shimbun

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Denúncia de pessoa flutuando no rio em Aichi

Publicado em 24 de novembro de 2022, em Sociedade

Uma pessoa ligou para o 110 informando que viu uma pessoa boiando no Rio Nikko.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Rio Nikko, em Aichi, onde o corpo foi encontrado (CBC TV)

Segundo a polícia, após as 14h de quarta-feira (23), entrou uma ligação no 110 informando que viu uma pessoa boiando no rio, segundo o homem que passava pelo local, em Kabuto-cho, cidade de Tsushima (Aichi).  

Publicidade

Quando a polícia correu para o local, de fato havia um cadáver de um homem, cuja idade não foi possível analisar. 

Segundo as informações, o corpo flutuava de costas, a cerca de 420 metros ao norte da ponte Kabuto, sobre o Rio Nikko.  

O cadáver estava vestido e também tinha sapatos. À primeira vista não foram encontradas lesões perceptíveis, mas foi encaminhado para perícia médico-legal. 

A polícia se apressa para identificar o corpo e investiga se foi envolvido em algum incidente ou acidente. 

Fonte: CBC TV

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância