Auxílio maternidade e puericultura deverá passar para 500 mil ienes

O governo segue firme para aumentar o valor do auxílio maternidade e puericultura para bancar as despesas com o parto.

Imagem ilustrativa de bebê (Hippopx)

Como parte dos esforços para fortalecer as medidas contra o declínio da taxa de natalidade, o governo considera ajustar o valor do auxílio maternidade e puericultura (出産育児一時金, lê-se shussan ikuji ichijikin), atualmente na faixa dos 420 mil para 500 mil ienes, já a partir do próximo ano fiscal.  

Publicidade

Um outro motivo para aumentar o valor deste benefício, o qual cobre as despesas com o parto, é que dependendo da clínica ou do hospital as despesas para a concepção podem exceder o valor, chegando à média de 463 mil ienes em 2021.

O primeiro-ministro Fumio Kishida já falou sobre essa pauta em junho, quando demonstrou intenção de aumentar o valor.

Em resposta a isso, as discussões dentro do governo estão progredindo favoravelmente.

O auxílio maternidade e puericultura foi estabelecido em 1994. Se concretizado, será o maior aumento desde que o sistema desse benefício começou.

O parto não tem cobertura do seguro de saúde, a não ser em casos especiais de cesariana. Esse auxílio é visto como grande ajuda para as gestantes e lactantes.

Não se pode confundir com outro benefício

No Japão tem o benefício à maternidade, chamado de 出産手当金, lê-se shussan teatekin, o qual é pago num determinado número de dias quando a segurada (mãe) se ausenta do trabalho para o parto e não recebe salário. Esse é solicitado mediante certas condições.

Fontes: NHK, Asahi e Kenpo

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Neuralink de Elon Musk enfrenta investigação após mortes de 1,5 mil animais em testes

Publicado em 7 de dezembro de 2022, em Notícias do Mundo

A companhia de dispositivos médicos está desenvolvendo um implante cerebral o qual ela espera ajudar pessoas paralisadas a caminharem novamente ou curar doença neurológicas.

A sociedade neurotecnológica Neuralink foi estabelecida por Musk e outros 8 (banco de imagens)

A Neuralink de Elon Musk está sob investigação federal por violações contra o bem-estar dos animais em meio a queixas de funcionários de que o teste realizado pela empresa está sendo precipitado, causando sofrimento desnecessário e mortes, de acordo com uma revisão da agência de notícias Reuters de documentos e fontes familiarizadas com a investigação e operações da companhia.

Publicidade

A companhia de dispositivos médicos está desenvolvendo um implante cerebral o qual ela espera ajudar pessoas paralisadas a caminharem novamente ou curar doença neurológicas.

A investigação federal, que não havia sido reportada anteriormente, foi aberta nos últimos meses pelo Inspetor Geral do Departamento de Agricultura dos EUA a pedido de um procurador federal, segundo duas fontes com conhecimento da investigação.

Isso ocorre em meio a crescentes divergências de funcionários sobre os testes em animais da Neuralink, incluindo queixas de que a pressão por parte do CEO Musk para acelerar o desenvolvimento resultou em experimentos mal feitos, de acordo com uma revisão da Reuters de dezenas de documento da Neuralink e entrevistas com mais de 20 ex-funcionários e atuais.

Ao todo, a companhia matou 1,5 mil animais, incluindo mais de 280 ovelhas, porcos e macacos, após experimentos desde 2018, de acordo com registros revisados pela Reuters e fontes com conhecimento direto das operações de testes em animais da companhia.

Como a Neuralink trabalha?

O sistema da Neuralink consiste de um chip de computador anexado a fios minúsculos flexíveis costurados no cérebro por um robô similar a uma “máquina de costura”.

O robô remove uma pequena parte do crânio, conecta os eletrodos similares a fios a certas áreas do cérebro, costura o buraco e as únicas sobras restantes são uma cicatriz deixada por causa da incisão.

Musk diz que esse procedimento levará apenas 30 minutos, não precisará de anestesia geral e os pacientes poderão voltar para casa no mesmo dia.

O cérebro é formado por células especiais chamadas neurônios que transmitem sinais para outras células no corpo, como nossos músculos e nervos.

Os eletrodos do chip da Neuralink são capazes de ler esses sinais, os quais são então traduzidos em controles motores.

Isso poderia controlar tecnologias externas, como computadores ou smartphones, ou funções corporais, como movimento dos músculos.

Fonte: Daily Mail

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Aprenda NIHONGO com o Kumon!