Banco do Japão revisa parcialmente as medidas de flexibilização monetária

Com esse anúncio, ocorreu queda na bolsa de valores, mas melhorou a taxa de câmbio do iene.

Imagem: PM

O Banco do Japão anunciou na terça-feira (20) sobre a revisão de algumas de suas medidas de flexibilização monetária em larga escala em sua última reunião de política monetária do ano.

Publicidade

Na reunião de dois dias, o Banco do Japão decidiu revisar parcialmente as atuais medidas de flexibilização monetária em larga escala, de “cerca de mais ou menos 0,25%”, expandindo a faixa de flutuação das taxas de juros de longo prazo para “mais ou menos 0,5%”.

Desde a primavera, os aumentos das taxas de juros continuaram na Europa e nos Estados Unidos, e a depreciação do iene estimulou o aumento de preços, mas as transações no mercado de títulos do governo diminuíram.

O mercado a aceitou como um “aumento da taxa de fato” e a moeda japonesa rapidamente se valorizou para o nível de 133 ienes em relação ao dólar, enquanto a média do índice Nikkei – do mercado de ações da Bolsa de Valores de Tóquio – caiu temporariamente na faixa dos 700 ienes.

Com o movimento de compra da moeda japonesa, retomou o patamar de 4 meses atrás, em agosto.  

Fontes: ANN e NHK

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Seguro-desemprego fica mais caro em 2023

Publicado em 20 de dezembro de 2022, em Sociedade

Atualmente o governo continua aplicando uma alíquota mais baixa para a contribuição ao seguro-desemprego por causa da pandemia, mas voltará ao normal.

Imagem ilustrativa de assalariados indo para o trabalho (NHK)

O Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar do Japão (MHLW) informou na terça-feira (20) que decidiu encerrar as medidas de redução da alíquota do seguro-desemprego no final do exercício 2022, à medida que aumenta a oferta de subsídios de ajuste ao emprego e se agrava a falta de recursos financeiros para esse seguro.

Publicidade

Atualmente a taxa do seguro-desemprego é 1,35% do salário e, com essa decisão, aumentará 0,2%, portanto passará a 1,55% a partir de abril de 2023.

Ao empregador a taxa recolhida será de 0,95% enquanto o trabalhador contribui com 0,6% do salário.

Assim, se o funcionário recebe um salário mensal de 300 mil ienes, o recolhimento de sua parte passará de 1,5 mil para 1,8 mil ienes. A empresa deverá recolher ¥2.850.

O seguro-desemprego é um tipo de seguro trabalhista que fornece benefício para garantir o sustento daqueles que perderam o emprego, enquanto buscam uma nova colocação. 

Esse seguro é obrigatório para todas as empresas que têm funcionários, sejam eles não regulares como part timer e arubaito, haken ou regular.

Fontes: JNN e NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros