Japão aumentará gastos com defesa para 6,5 trilhões de ienes no ano fiscal de 2023

O governo está considerando aumentar os impostos corporativos e de tabaco em estágios a partir do ano fiscal de 2024 ou depois para cobrir parte do aumento substancial em gastos de defesa.

Cédulas de 10 mil ienes (banco de imagens)

O Japão, provavelmente, aumentará seus gastos com defesa para cerca de ¥6,5 trilhões (US$47 bilhões) no ano fiscal de 2023 a partir dos atuais ¥ 5,2 trilhões, disseram na segunda-feira (12) fontes com conhecimento do assunto, em um esforço de 5 anos para dobrar os gastos a fim de responder melhor ao ambiente de segurança em mudança em torno da nação.

Publicidade

O governo está buscando gastar um total de ¥43 trilhões ao longo dos próximos 5 anos até o fiscal de 2027, quando ele visa aumentar o orçamento anual de defesa para cerca de ¥9 trilhões, ou cerca do nível equivalente a 2% do Produto Interno Bruto (PIB).

A coalização dominante do Partido Liberal Democrático (PLD) e o Komeito estão planejando finalizar o plano de reforma fiscal nesta semana, trazendo para o foco como a nação encontrará fontes estáveis de fundos.

O governo está considerando aumentar os impostos corporativos e de tabaco em estágios a partir do ano fiscal de 2024 ou depois para cobrir parte do aumento substancial em gastos de defesa.

Ele também está ponderando um plano para utilizar receitas de uma medida fiscal especial para financiar a reconstrução da região Tohoku atingida pelo terremoto de 2011.

O primeiro-ministro Fumio Kishida salientou a necessidade de aumentar as defesas do país face às crescentes ameaças de segurança, acrescentando que um quarto dos fundos necessários esperados terão que ser correspondidos através de medidas fiscais.

Entretanto, o plano levou a uma reação negativa por parte de legisladores e de alguns ministros do Gabinete, em uma rara exibição de desunião.

A assertividade da China, o desenvolvimento nuclear da Coreia do Norte e a guerra da Rússia na Ucrânia levaram a pedidos, principalmente entre legisladores do PLD, para aumentar as defesas do Japão.

Fonte: Mainichi

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Pico da oitava onda de infecção poderá ser no feriado de Ano Novo

Publicado em 13 de dezembro de 2022, em Sociedade

A subvariante BQ.1 deverá ser a causa do aumento da infecção, junto com a BA.5, por isso, veja a recomendação dos especialistas.

Imagem ilustrativa de coronavírus (Public Domain Pictures)

O pico da 8.ª onda de infecção em Hokkaido e Tohoku, onde o número de pessoas infectadas pelo coronavírus foi elevado, parece ter passado, segundo os especialistas. 

Publicidade

“Parece que a tendência ascendente continuará no país. Atualmente, a principal causa é a subvariante BA.5, mas a proporção da BQ.1 está aumentando gradualmente, e acreditamos que aumente ainda mais”, disse o presidente do grupo de especialistas do Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar (MHLW), Takaji Wakita.

Um outro fator preocupante é o número de óbitos, elevado, nos últimos dias da oitava onda de infecção.    

Gráfico mostra as últimas ondas de infecção em 2022 (NHK)

Segundo o levantamento do Instituto Nacional de Doenças Infecciosas (NIID), a análise dos vírus de uma semana até sábado (11), mostrou que a BA.5 ainda é a maioria:

  • 54% de BA.5
  • 36% da BQ.1
  • 8% da BA.2.75
  • 3% da XBB

Além disso, mostrou que ocorre um aumento considerável das infecções pela subvariante BQ.1, a qual tende a aumentar ainda mais no inverno

Uma simulação usando a inteligência artificial (IA) mostrou que no período de fim de ano e Ano Novo o pico do número de pessoas testadas positivo em Tóquio poderá chegar a 28 mil por dia, se houver movimentação das pessoas no feriado, mais do que o dobro de agora. Vale lembrar que no pico da 7.ª onda chegou a 29 mil casos em um único dia, em 27 de julho.

Não só em Tóquio, como nas províncias mais populosas, de Kanto, Tokai e Kinki, a tendência é de aumento, por isso, é preciso redobrar os cuidados, especialmente no feriado.

Cuidados para evitar a covid

Os especialistas recomendam às pessoas já inoculadas até a 3.ª e 4.ª doses, que recebam a dose bivalente, pois embora tenha sido desenvolvida para imunizar contra a BA.4 e BA.5, será eficaz na defesa contra as outras subvariantes, como a BQ.1, analisam os especialistas.

Reiteram os 4 cuidados básicos para evitar a infecção pelo coronavírus:

  1. evitar contato próximo com outras pessoas
  2. higienizar as mãos sempre
  3. continuar usando máscara
  4. ventilar o ambiente, mesmo no inverno 

Além disso, salientam a importância de descansar e evitar contato com outras pessoas no caso de apresentar quadro febril e sintomas que possam indicar covid. Nesse caso, recomenda-se fazer o teste.

4 cuidados básicos do dia a dia (NHK)

Fonte: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros