Polens: dispersão começa em fevereiro e o volume é bem maior do que a média

Se é alérgico aos polens ou tem tendência, leia a matéria com a previsão deste ano, pois a tendência é de ser incrivelmente maior do que o normal.

Mulher com corisa (Hippox)

A única província do Japão que não tem problema com os polens de cedro, cipreste e bétula branca asiática é Okinawa. Em todas as demais 46 esse fenômeno natural é preocupante para a população, especialmente para quem já desenvolveu alergia como febre do feno ou polinose, chamada de kafunsho em japonês.

Publicidade

As duas companhias privadas de meteorologia – Tenki e WeatherNews – divulgaram suas previsões sobre a dispersão dos polens em 2023, na quarta e quinta-feira (19), respectivamente.

A partir do início de fevereiro, os polens de cedro começarão a voar em partes das regiões de Kanto, Kyushu, Kinki e Tokai, e espera-se que se espalhe por todo o país. Estima-se que a quantidade de dispersão será maior no oeste do Japão, Tokai e Kanto do que em 2022, e menor em Hokuriku e no norte do Japão.

Cidades e previsão de início da dispersão dos polens (Tenki)

De acordo com as empresas, a temperatura no arquipélago japonês deverá voltar ao normal em fevereiro (possivelmente com temperaturas levemente abaixo do normal), depois de um forte frio no final de janeiro, e a quebra da dormência, em que as flores masculinas de cedro acordam, está progredindo.

Os polens de cedro atingem o pico no final de fevereiro e os do cipreste no final de março, mas depende da região.

As províncias em laranja e vermelho são que terão uma quantidade de polens bem elevada, como Aichi, Shizuoka, Mie e outras (Tenki)

Espera-se que a quantidade de dispersão seja maior do que na temporada anterior em Kyushu a Tohoku, e especialmente em Shikoku, Kinki, Tokai e Kanto-Koshin.

A estimativa de quantidade de dispersão dos polens por região é:

  • 151% em Chugoku e Shikoku
  • 132% em Kyushu
  • 122% em Kinki, Tokai, Kanto e Yamanashi 

 Tipos de pólens

Os polens são de 3 tipos de árvores: cipreste (hinoki), cedro (sugi) e bétulas brancas asiáticas (shirakaba), sendo essa última mais centrada em Hokkaido.

Sabe-se que muitos botões de flores são formados no verão, e a quantidade de polens depende de certas condições como temperatura alta, as horas de sol são longas e pouca chuva. Como as condições foram favoráveis, a quantidade de dispersão na primavera seguinte é grande, como acontecerá este ano.

Prevenção à polinose ou kafunsho

Para quem tem alergia deve começar a se prevenir desde já. O mais importante é melhorar o sistema imune, o qual garante proteção contra as infecções e inflamações.

Leia algumas matérias com alimentos que podem ajudar a manter o sistema imune em dia:

Cuide-se antes!!!

Fontes: WeatherNews e Tenki

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Seis pessoas morrem após terem pescoço cortado por linha de pipa com cerol na Índia

Publicado em 19 de janeiro de 2023, em Ásia

Seis pessoas morreram em Gurajat, incluindo 3 crianças de 2, 3 e 7 anos. Cerca de 200 ficaram feridas enquanto empinavam pipa em festival.

Pessoas empinando pipas em suas casa em Jaipur, na Índia (ilustrativa/banco de imagens)

Seis pessoas, incluindo 3 crianças, morreram em um festival na Índia após terem o pescoço cortado por linhas de pipa com cerol.

Publicidade

Cerca de 200 pessoas ficaram feridas enquanto empinavam pipas durante duelos no festival de Uttarayan no estado de Gurajat, no oeste da Índia, disse a polícia.

As 6 vítimas, incluindo duas meninas de 2 e 3 anos, assim como um menino de 7, morreram após linhas afiadas usadas por pipeiros terem se enroscado em seus pescoços.

Centenas de pessoas estavam participando do festival internacional no último fim de semana, com pessoas empinando pipas de seus terraços ou telhados de suas casas.

A meta da competição é cortar a linha de outras pipas em uma espécie de combate aéreo.

Mas isso pode ser fatal para espectadores e competidores, visto que a linha é reforçada com cerol, tornando-a afiada o suficiente para cortar a pele humana ou mesmo fios elétricos.

Kirti, a menina de 2 anos, estava em uma moto com seu pai na cidade de Bhavnagar quando a linha de uma pipa se enroscou em seu pescoço. A criança morreu no hospital no domingo (15).

Kismat, a menina de 3 anos, estava na rua voltando para casa com sua mãe na cidade de Visnagar quando seu pescoço foi cortado.

Rishab Verma, o menino de 7 anos, também morreu na frente de seus pais após a linha de uma pipa ter cortado seu pescoço na cidade de Rajkot.

Segundo a polícia, 3 homens também morreram devido a cortes por linha de pipa no pescoço.

Autoridades disseram que 130 pessoas também sofreram cortes, enquanto outras 46 ficaram feridas após caírem de locais altos enquanto empinavam pipas no sábado (14) e domingo.

Fonte: Daily Mail

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros