Tenista Naomi Osaka anuncia gravidez

Em uma publicação no Twitter ela disse que tinha novidades para 2023, acompanhada de uma foto de ecografia.

Naomi Osaka em 2020 (Wikimedia Commons/AndrewHenkelman)

Quatro vezes campeã do Grand Slam, a tenista Naomi Osaka disse na quarta-feira (11) que está grávida de seu primeiro filho, dias após confirmar que não jogará no Aberto da Austrália de 2023.

Publicidade

A tenista de 25 anos disse nesta semana que deixaria de participar do primeiro Grand Slam do ano após não competir no Tour da WTA (Women’s Tennis Association, ou Associação de Tênis Feminino) desde o Pan Pacific Open em setembro.

“Mal posso esperar para voltar às quadras, mas há uma atualização de uma pequena vida para 2023”, disse a ex-número 1 do mundo, que representa o Japão, em uma publicação no Twitter, acompanhada de uma foto de uma ecografia.

“Sei que tenho muito a esperar para o futuro e uma coisa que aguardo ansiosamente é que meu filho assista a uma de minhas partidas e diga a alguém, essa é minha mãe”.

O anúncio ocorreu em meio à especulação de que Osaka, que é uma das atletas mais bem pagas do mundo, de acordo com a Forbes, pode estar moderando sua carreira profissional, após ela inicialmente ter se negado a dar detalhes sobre sua saída do Melbourne Grand Slam, onde ela conquistou o título duas vezes.

Mas na quarta-feira ela disse que retornaria à competição e esperava estar no Aberto da Austrália em 2024.

Fonte: Asia Nikkei

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Japonês que matou Abe: laudo conclui que está apto a responder pelo crime

Publicado em 12 de janeiro de 2023, em Sociedade

Terminada a longa fase de quase 5 meses de avaliação psiquiátrica, o japonês que assassinou Abe retorna da prisão de Osaka para Nara.

O japonês que assassinou Abe retorna ao presídio de Nara (FNN)

Pouco depois das 15h de terça-feira (10) o japonês Tetsuya Yamagami (山上徹也), 42 anos, ainda considerado suspeito do assassinato do então primeiro-ministro Shinzo Abe, em 8 de julho do ano passado, chegou ao Presídio de Nara, trazido pelos policiais que foram buscá-lo do Centro de Detenção de Osaka.

Publicidade

Ele foi encaminhado para o Centro de Detenção de Osaka, na cidade homônima, para passar por exames psiquiátricos. Com a conclusão de que tem capacidade mental para responder criminalmente, retornou a Nara depois de quase 5 meses. 

Depois desse resultado médico, o Ministério Público do Distrito de Nara deverá indiciá-lo por porte de arma e assassinato, possivelmente na sexta-feira (13). 

Milhares de pessoas querem ajudá-lo

Antes e depois de Yamagami: à esq. quando foi preso e agora, com óculos (FNN)

Segundo informações de parentes, já chegaram mais de 1 milhão de ienes em doações feitas pelas pessoas que querem apoiá-lo, não pelo assassinato, mas por causa da Igreja da Unificação.

Ele relatou em depoimento durante o interrogatório que assassinou Abe por ter acreditado que ele tinha conexões com essa igreja, da qual tinha profundo rancor. Por causa dessa igreja, a mãe dele doou quase toda a herança e a família viveu em condição de pobreza e escassez. 

As pessoas lhe enviam dinheiro, roupas e outros itens, de todo o Japão, porque querem ajudá-lo de alguma forma. Há um abaixo assinado digital, com mais de 10 mil assinaturas, pedindo o abrandamento da pena de Yamagami.

“Se não fosse por ele, o Japão não teria tomado medidas em relação a essa igreja e outras”, disse uma pessoa que se sentiu aliviada pelas novas normas anunciadas em 5 deste mês.

Segundo informações da polícia, ele está estudando inglês para obter a certificação de proficiência enquanto está encarcerado e lê jornais e revistas. 

Fonte: FNN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros