Calor incomum no começo de novembro

Quase todo o arquipélago terá dias de calor à tarde, incomum para o outono.

Mulher com vestido de mangas curtas (PxHere)

Na entrada do mês de novembro, o normal seria de temperaturas típicas de outono, mas a previsão indica que no meio da semana grande parte da população do Japão deverá optar por roupas de mangas curtas durante o dia por causa do calor.

Publicidade

Uma massa de ar quente se aproxima do arquipélago e deverá cobrir parte do país, fazendo com que a temperatura máxima chegue a 25 graus Celsius ou mais.

Em vermelho as temperaturas máximas de 25ºC ou mais, indicando calor (Yahoo!)

Portanto, a partir de quinta-feira (2), os termômetros de Tóquio e Nagoia poderão marcar máximas de 25ºC. Em Fukuoka e Naha parecerá um dia de início de verão. 

Essa onda de calor deverá continuar até sábado (4).

Como a diferença de temperatura entre a manhã e a tarde é grande, chegando a 15ºC dependendo do lugar, é preciso tomar cuidado com a gestão da saúde e escolher bem as roupas antes de sair de casa.

Se o sol deverá brilhar em quase todo o país entre quarta-feira a sábado, a partir de domingo as nuvens de chuva deverão ser predominantes de Hokkaido a Kyushu. 

Como se trata de previsão meteorológica, as condições poderão mudar.

Mínimas e máximas, de terça a segunda-feira (Yahoo!)

Fonte: Yahoo!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

BYD da China está perto de ultrapassar a Nissan em vendas globais

Publicado em 31 de outubro de 2023, em Ásia

A BYD poderia ultrapassar a Nissan, a terceira maior montadora do Japão, pela primeira vez neste trimestre.

Um Han da BYD (à esq.) e um Ariya da Nissan (à dir.) – banco de imagens

A principal montadora da China, a BYD, está perto de ultrapassar sua rival japonesa Nissan Motor em vendas globais, mostram novos resultados trimestrais, enquanto seus veículos elétricos conquistam participação no mercado nacional e no exterior.

Publicidade

A BYD vendeu 824.001 veículos de passageiros de julho a setembro, alta de 53% no ano para um recorde trimestral. Alguns analistas veem suas vendas para o ano chegando a 3 milhões, o que exigiria outros 800 mil veículos neste trimestre.

O avanço da companhia chinesa a trouxe para muito perto da Nissan, cujas vendas no trimestre passado cresceram 4%, totalizando 824.354 veículos, sem contar as parceiras de aliança Mitsubishi Motors e Renault.

A BYD poderia ultrapassar a Nissan, a terceira maior montadora do Japão, pela primeira vez neste trimestre.

O caminho da BYD foi pavimentado pelo suporte da China para veículos elétricos. Elétricos, híbridos plug-in e veículos de célula de combustível formaram 36,5% dos automóveis vendidos no país em setembro, de acordo com a MarkLines, comparadas com menos de 4% no Japão.

Além da China, a rival da Tesla também ganhou terreno em regiões como o Sudeste Asiático – há muito tempo uma fortaleza para competidoras japonesas. A companhia chinesa vendeu 287 mil veículos no mundo só em setembro, quase correspondendo ao seu total para o primeiro trimestre inteiro de 2022.

A Nissan, enquanto isso, enfrenta dificuldades para se adaptar às mudanças na China, o maior mercado de automóveis do mundo, que havia gerado 32% de suas vendas por volume no ano fiscal até março.

Embora a montadora tenha lançado modelos elétricos como o Ariya e o Sylphy, sua vendas foram cortadas pela competição em uma mercado repleto de startups em VEs.

A BYD poderia se transformar em uma ameaça para as montadoras japonesas em seu próprio terreno. A montadora chinesa lançou um veículo elétrico esportivo utilitário no Japão em janeiro deste ano, e planeja expandir sua rede de concessionárias no país para 100 locais.

Fonte: Asia Nikkei

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - faça remessas com segurança!
Estude NIHONGO com o Kumon!
UNINTER - Faculdade ONLINE no Japão!