Monte Fuji: fim da temporada de escalada

O balanço foi de mais de 9 mil que chegaram ao cume em julho, 58 socorridos e 1 morte, de um brasileiro.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Placas de bloqueio ao acesso foram instaladas nas trilhas do Monte Fuji (Flickr e SBS)

Na segunda-feira (10) a temporada para escalada ao cume do Monte Fuji foi oficialmente encerrada. Das trilhas de Shizuoka se pode ter acesso da quinta até a sexta parada de Fujinomiya-guchi para caminhada, a fim de apreciar a cratera Hoei. Ficará liberada até começar a nevar, portanto, a previsão é de novembro. As de Gotenba e Subashiri só podem ser feitas até a quinta parada, igualmente até começar a nevar.

Publicidade

O cume do Monte Fuji amanheceu na terça-feira (11) com temperatura de 3ºC negativos. Na segunda-feira os últimos que escalaram desceram e relataram que estava muito frio nas alturas.

Com aumento de 21% dos visitantes – 9.203 conseguiram chegar ao cume em julho – as pessoas que pediram socorro também foi maior. Na província de Shizuoka foram registrados 58 socorros em julho e agosto. Em setembro 3 pessoas passaram mal e foram atendidas. Ocorreu uma morte, de um brasileiro (toque aqui para abrir a matéria). Ele estava vestido com roupas de verão e morreu por hipotermia.

De todos os socorridos 80% são de pessoas de outras províncias ou estrangeiros, segundo a polícia.

A próxima temporada para escalar o icônico monte japonês é só em julho do próximo ano. No inverno ele pode ser apreciado à distância, coberto de neve.

Fontes: Shizuoka Shimbun, Tenki e SBS 
Fotos: Flickr e SBS

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Aeroporto Internacional de Kansai planeja reabrir Terminal 1 nesta semana

Publicado em 11 de setembro de 2018, em Sociedade

Alguns voos domésticos e internacionais já retomaram as operações na pista B e no Terminal 2, o qual sofreu menos danos.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Publicidade

O operador do Aeroporto Internacional de Kansai, que foi duramente atingido pelos efeitos do forte tufão Jebi, visa reabrir parte do Terminal 1 até o final desta semana.

O terminal é usado por muitas companhias aéreas, mas continua fechado desde 4 de setembro, quando ficou inundado após a passagem do tufão Jebi, o 21 º da temporada.

O Kansai Airports disse que três de seis instalações elétricas subterrâneas do terminal foram destruídas na inundação, mas agora grande parte da água foi drenada.

O operador disse que peças serão substituídas assim que houver a confirmação de que a eletricidade possa ser acionada, então, os serviços serão retomados parcialmente no terminal 1.

Alguns voos domésticos e internacionais já retomaram as operações na pista B e no Terminal 2, o qual sofreu menos danos.

O Ministério dos Transportes já concluiu a drenagem das águas da pista A e de outras instalações na segunda-feira (10).

Fonte: NHK
Imagem: Banco de imagens

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância