Um passeio por Kitano: conheça esse belo bairro europeu no Japão

No século 19 muitos estrangeiros, comerciante e diplomatas, moraram em Kobe. Hoje em dia, no bairro de Kitano, suas residências continuam como um vestígio da época.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Ao fundo, a Casa Francesa

Por um longo tempo Kobe, na província de Hyogo, foi o porto de entrada do mundo para o Japão.

Publicidade

No século 19 muitos estrangeiros, comerciantes e diplomatas, moraram na cidade. Hoje em dia, no bairro de Kitano, suas residências, em um estilo puramente ocidental, continuam como um vestígio da época.

Caminhe pelas ruas e aprecie o estilo europeu das casas

O bairro de Kitano também é chamado de Ijinkan. Esse termo em japonês é uma referência às casas em estilo europeu que ainda permanecem na área.

Trinta casas no estilo europeu marcam esse bairro nas colinas da cidade de Kobe, no pé do Monte Rokko.

A Casa alemã do catavento

Visite uma delas e faça uma viagem no tempo.

A maioria está aberta aos turistas e oferecem pequenas atividades. A casa da Áustria, por exemplo, abriga uma exibição permanente dedicada a Wolfgang Amadeus Mozart, enquanto o pavilhão holandês é dedicado aos Vikings.

A casa austríaca

Outras mansões foram convertidas em restaurantes, cafés ou lojas de souvenirs, enquanto retêm as características de seus países de origem.

Cada casa tem seu próprio estilo, tornando Kitano uma das áreas mais cosmopolitas do Japão.

O local de compra de ingressos. Subindo a escada à esquerda há uma exibição de Trick Art bem legal!

A maioria das casas cobram um valor de entrada que varia de 550 a 750 ienes, enquanto um ingresso combinado para ver várias casas também está disponível. É muito agradável caminhar pelo bairro inteiro.

Veja abaixo algumas das casas mais interessantes:

Platon Decorative Arts Museum (Italian House)

  • Horário de funcionamento: das 9h30 às 17h
  • Fechada no período de 30 de dezembro a 2 de janeiro
  • Ingresso: 700 ienes

A entrada da Casa Italiana

Esse local é uma antiga residência construída por volta do ano de 1910 cujas salas de estar, quartos, cozinha e acomodações para empregadas estão repletas de utensílios domésticos, obras de arte e enfeites.

Atente-se aos detalhes dessa sala de jantar

A casa também destaca um pequeno café com vista para uma fonte e obras italianas.

Um café com bela vista

Kitano Foreigners Association (Associação de Estrangeiros de Kitano)

  • Horário de funcionamento: das 9h30 às 18h (até as 17h de outubro a março)
  • Ingresso: 550 ienes (também disponível como parte de um ingresso combinado)

Essa associação era um clube somente para membros frequentado pelos residentes estrangeiros que se mudaram para Kobe após o porto ter sido aberto ao comércio internacional em 1868.

Sala de jantar com lareira

Essa residência antiga, construída no fim da era Meiji, reproduz um salão incluindo um bar, uma sala de estar e cozinha antiga completa com uma lareira.

Nesse espaço com chão xadrez as pessoas podem alugar roupas da época para tirar fotos. No valor de um dos ingressos combinados o aluguel da roupa já está incluído

Yamate Hachibankan

  • Horário de funcionamento: das 9h30 às 18h (até as 17h de outubro a março)
  • Ingresso: 550 ienes (disponível também como parte de um ingresso combinado)

A entrada do Yamate Hachibankan

Essa é uma mansão no estilo da Casa de Tudor – família nobre britânica que deu origem a uma dinastia homônima – no fim da era Meiji.

Detalhes e mais detalhes da época

Ela exibe várias esculturas e outros trabalhos de arte de Rodin, Bourdelle e Renoir, assim como coleções de relíquias Budistas e figuras tribais africanas.

Figuras tribais africanas

Uroko House and Uroko Museum (Casa Uroko e Museu Uroko)

  • Horário de funcionamento: das 9h30 às 18h (até as 17h de outubro a março)
  • Entrada: 1.050 ienes (disponível também como parte de um ingresso combinado)

A Casa Uroko

Dentro dessa casa você encontrará uma coleção de mobília antiga e itens domésticos em uma parte da residência e um pequeno museu com pinturas de artistas russos modernos na outra.

Os detalhes das mobílias são fascinantes

Belas vistas podem ser contempladas de toda a cidade de Kobe a partir do andar superior do museu.

Vista da cidade de Kobe

Que tal esse passeio em Kobe? Veja mais fotos e informações:

Clique na imagem para expandir

Kitano-cho (北野町 Kitano-cho)

  • Site para informações (valor dos ingressos individuais, ingressos combinados descrição das atrações, mapas, outros): kobe-ijinkan (toque para abrir, em japonês e inglês)
  • Há vários estacionamentos pagos na área
  • O local fica a 15 minutos a pé das seguintes estações:
    Sannomiya (saída leste) na Hankyu, Kobe Sannomiya (saída leste número 5) na Hanshin Main Line e Sannomiya (saída oeste) na JR.

Veja a localização de Kitano no mapa abaixo ou toque aqui para abri-lo:

Imagens: PM

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Revista japonesa se desculpa por publicar artigo com ‘ranking sexual’ envolvendo universitárias

Publicado em 10 de janeiro de 2019, em Sociedade

A revista publicou um artigo com lista mostrando o quão fácil é convencer universitárias a ter relações sexuais após festas regadas a bebida.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

A revista descreveu como “convencer” mulheres e julgar se uma estava disponível sexualmente com base nas roupas que ela estava usando e aparência (ilustrativa/banco de imagens)

Uma revista masculina japonesa teve que emitir um pedido de desculpas após publicar uma lista mostrando o quão fácil é convencer estudantes do sexo feminino a ter relações sexuais após festas regadas a bebida.

Publicidade

A lista na edição da revista semanal Spa! gerou revolta.

Uma mulher lançou uma campanha exigindo um pedido de desculpas e que o artigo fosse removido.

Ela se referiu à prática de gyaranomi – festas regadas a bebida onde homens pagam mulheres para participar.

O artigo na edição de 25 de dezembro disse que as festas eram populares entre universitárias e incluíam uma entrevista com o desenvolvedor de um app destinado a ajudar homens e mulheres a encontrarem parceiros em potencial.

“Gostaríamos de pedir desculpas por usar linguagem sensacionalista para atrair os leitores sobre como eles podem se tornar íntimos das mulheres e por criar um ranking com nomes verdadeiros de universidade que resultou em uma situação a qual pode ter ofendido leitores, disse a revista em uma declaração.

“Em questões que envolvem sexo, como revista, faremos de tudo para ouvir várias opiniões”, frisa a declaração.

O artigo mencionou cinco universidades onde estudantes estavam “facilmente disponíveis” em festas regadas a bebida e descreveu como “convencer” mulheres e julgar se alguma estava disponível sexualmente com base nas roupas que ela estava usando e aparência.

A petição iniciada por Kazuna Yamamoto na change.org teve apoio de mais de 33 mil pessoas na terça-feira (8).

O Japão tem baixa classificação em igualdade de gênero em rankings globais e continua lento para aderir ao movimento #MeToo.

No ano passado, uma investigação do governo descobriu que pelo menos nove faculdades de medicina no Japão haviam manipulado ingressos, em parte para excluir estudantes do sexo feminino.

Fonte: BBC

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância