Centrair estreia mais uma LLC e bate recorde de voos internacionais

O Aeroporto Internacional de Chubu-Centrair anunciou que bateu recorde de voos internacionais e também que terá novidade!

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Corte de fitas da AirAsia na estreia do novo voo LCC (CTV)

A inauguração do Aeroporto Internacional de Chubu-Centrair foi em 2005, na cidade de Tokoname (Aichi). Desde então foi aumentando o número de voos domésticos e internacionais.

Publicidade

Segundo a gestão do aeroporto, foi registrado recorde de número de voos para fora do país, em 1.º deste mês.

Também foi inaugurada a linha Centrair a Taipei, em Taiwan, pela LCC-low cost carrier AirAsia Japan. É a primeira dessa companhia malaia, pioneira em baixo custo na Ásia, no Centrair.

Com essa estreia o número de voos para o exterior passou para 366 por semana, o maior desde a inauguração.

Os voos LCC representam ¼ de todos eles. Por isso, o aeroporto irá inaugurar um terminal dedicado, no outono deste ano.

Fonte: CTV

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Mais uma mulher no Nepal isolada por estar menstruada morre em cabana

Publicado em 4 de fevereiro de 2019, em Sociedade

Sob a antiga tradição chaupadi, as mulheres que menstruam ou que acabaram de dar à luz são vistas como impuras e são isoladas.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Sob a tradição antiga conhecida como chaupadi, as mulheres que menstruam ou que acabaram de dar à luz são vistas como impuras ou trazem má sorte (imagem ilustrativa de área montanhosa no Nepal/banco de imagens)

Uma mulher nepalesa de 21 anos morreu sufocada em uma “cabana de menstruação” sem janelas após ela acender uma fogueira para aquecer o local, informou a polícia.

Publicidade

Parwati Bogati foi encontrada morta na quinta-feira (31) quando sua sogra foi até a cabana.

Um oficial da polícia local, Lal Bahadur Dhami, falou com a agência de notícias AFP sobre o caso. “Suspeitamos que ela morreu por inalação de fumaça porque ela fechou a porta da cabana sem janelas e acendeu uma fogueira para se manter aquecida durante a noite”.

Sob a tradição antiga conhecida como chaupadi, as mulheres que menstruam ou que acabaram de dar à luz são vistas como impuras ou trazem má sorte.

Elas podem ser forçadas a dormir em cabanas ou estábulos e são proibidas de tocar em alguns alimentos, ícones religiosos e nos homens.

As cabanas são em sua maioria muito frias e as mulheres que estão dentro delas podem ser alvo de ataques criminosos. Há vários casos de asfixia e pelo menos uma adolescente morreu após ter sido picada por uma cobra.

Em 2005 o Nepal baniu a prática tradicional de tirar mulheres e meninas menstruadas da casa da família durante o período menstrual, e criminalizou o ato em 2017.Contudo, a prática continua disseminada em áreas rurais.

Em janeiro, as mortes de uma mulher nepalesa e seus dois filhos no distrito de Bajura levou residentes locais a demolirem as cabanas chaupadi no vilarejo.

Sob a lei, qualquer um que força uma mulher a ficar em uma cabana fora de casa durante o período menstrual enfrenta um termo de prisão de três meses e uma multa de 30 dólares. Ativistas vêm pedindo que a lei seja aplicada de forma mais rigorosa.

Fonte: BBC

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância