Com aplicação do índice de infecção de Okinawa em Aichi, 8,7 mil testariam positivo por dia

Essa é uma forma de demonstrar o quanto pode mudar repentinamente o número de testados positivo por dia em outras províncias.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

SARS-CoV-2 (Pixabay)

Na província de Okinawa o índice de infecção a cada 100 mil habitantes, pelo novo coronavírus, chegou a 611 na quarta-feira (12). Com a aplicação desse índice na província de Aichi, com população de cerca de 8 milhões, diariamente 8,7 mil testariam positivo.

Publicidade

Se em Okinawa são 6 mil pacientes fazendo tratamento em casa, até quarta-feira, em Aichi esse número seria de 32 mil

Não é porque a maioria apresenta sintomas leves que se pode descuidar da infecção pela ômicron. Quanto mais aumenta o número de pacientes em tratamento, eleva o risco de colapsar o sistema médico. 

Dos 52 casos em Okinawa no dia 1.º de janeiro a essa data o salto foi de quase 34 vezes mais

Tabela dos casos diários em Okinawa, de 5/dez a 12/jan (Ryukyu Shimpo)

Não foi muito diferente em Aichi. De 14 casos no primeiro dia do ano, houve uma explosão de 52 vezes mais na quarta-feira, total de 723.

Percentual de substituição pela ômicron

De acordo com o MHLW-Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar, o resultado dos testes PCR foi realizados em 2,1 mil pessoas, com resultado positivo, até 2 de janeiro, a porcentagem de ômicron em todo país foi de 46%, sendo 34% em Tóquio. No entanto, em 3 províncias foi verificado aumento:

  • 73% em Okinawa
  • 75% em Hiroshima
  • 71% em Yamaguchi

Esses percentuais mostram que a substituição pelo coronavírus convencional vem progredindo rapidamente.

De acordo com uma análise do CDC-Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos, o período de incubação desde a infecção até a confirmação da covid é de 3 dias para a ômicron, mais abreviado do que a delta, de 4 a 5 dias. 

Cuidados

Para evitar o contágio os cuidados continuam sendo os mesmos: uso de máscara, distanciamento social, higienização das mãos e ventilação adequada do ambiente, mesmo neste inverno. 

Há alguns especialistas que recomendam reforçar os cuidados como o uso de máscara dupla quando for em locais com aglomeração, e ao sair com os amigos para comer fora, sugerem recolocar a máscara ao falar

Tabela mostra como progride a infecção a partir de 1 pessoa, comparando o vírus convencional, a delta e a ômicron (Yahoo!)

Fontes: FTV, News Digest, Ryukyu Shimpo, Yahoo! e Yomiuri

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Duas mortes recentes no Japão possivelmente estão ligadas à variante ômicron

Publicado em 13 de janeiro de 2022, em Sociedade

Dois idosos, um de Osaka e outro de Shizuoka, podem ter morrido em decorrência da variante ômicron.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Dois idosos no Japão podem ter morrido em decorrência da variante ômicron do coronavírus (banco de imagens)

Dois homens que morreram recentemente no Japão possivelmente foram infectados pela variante ômicron do coronavírus.

Publicidade

O governo da província de Osaka anunciou na quarta-feira (12) que um homem na faixa dos 80 anos com suspeita de ter sido infectado pela ômicron havia falecido. Essa é a primeira morte reportada na província de uma pessoa com suspeita de infecção pela variante altamente transmissível.

De acordo com a província, o homem tinha uma condição de saúde preexistente e morreu em 8 de janeiro. Ele testou negativo para a variante delta, mas como autoridades suspeitam que ele foi infectado pela ômicron, o governo provincial está analisando a estrutura do genoma.

Enquanto isso, o governo municipal de Shizuoka anunciou, também na quarta-feira, a alta possibilidade de um residente idoso que morreu durante hospitalização em uma instituição médica na cidade ter sido infectado pela ômicron. Ele havia testado negativo para a cepa delta.

De acordo com o governo municipal, o homem sofria uma condição de saúde preexistente severa e morreu na terça-feira (11).

Após entrevistar a instituição médica e outras fontes, o centro de saúde pública da cidade acredita que era altamente provável que sua morte foi causada pelo agravamento de sua condição de saúde.

Fonte: Mainichi

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância