Quarta-feira: quase 2,5 mil testam positivo

Fazia mais de 3 meses que o país não tinha um resultado tão elevado. De 534 no primeiro dia do ano para quarta-feira, o salto foi de quase 5 vezes.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

SARS-CoV-2 (CDC)

Até as 19h30 de quarta-feira (5) o total de resultados positivos para o novo coronavírus em 45 províncias do Japão foi de 2.491, o maior número desde 26 de setembro de 2021. Em 5 dias houve um aumento explosivo de 467%, sendo que ¼ do total do dia foi em Okinawa.

Publicidade

Esse número pode aumentar ainda mais pois até esse horário ainda não tinha sido divulgado o total de testados positivo nos aeroportos.

=Atualização= O número de passageiros com resultado positivo foi de 147, aumentando o total do dia para 2.638.

Gráfico: News Digest

Foram 34 em Hokkaido, 14 em Yamagata e 13 em Fukushima. 

Na região Kanto, foram 390 em Tóquio, o mais alto desde 25 de setembro de 2021. Foram 93 em Kanagawa, 82 em Saitama, 69 em Chiba, 30 em Tochigi, 24 em Gunma e 16 em Ibaraki.

Osaka não tem um resultado tão alto desde 1.º de outubro, fechando o dia com 244 novos casos. Foram 92 em Quioto, 59 em Hyogo, 54 em Shiga e em Nara, 26 em Nagano, 4 em Fukui e em Ishikawa.

Na região Chugoku os números foram elevados também, com 138 em Hiroshima, 104 em Yamaguchi e 6 em Shimane. 

Foram 46 em Fukuoka e 623 em Okinawa, o que representam 25% do total de testados positivo do país. Nessa província 94% dos testados positivo são pela variante ômicron.

Na região Tokai também houve aumento. Foram 3 em Mie, 27 em Shizuoka, 40 em Gifu e 73 em Aichi, sendo 31 em Nagoia, 8 em Toyota e em outras cidades. Desde 6 de outubro Aichi não tinha um número mais elevado que 70. 

Dados por província, de quarta-feira (NHK)

O país teve um óbito, na província de Niigata, somando 18.397 mortes por covid-19.

O número de pacientes em estado grave aumentou para 60, dentre os 6.794 em tratamento.

Em contrapartida, 1.713.195 pessoas se recuperaram.

Na segunda-feira (3), foram realizados 15.588 testes PCR.

Nas bases americanas no Japão 

Na base de Sasebo (Nagasaki) foram confirmados 16 novos casos de infecção pelo coronavírus na quarta-feira. 

No Camp Fuji, cidade de Gotenba (Shizuoka) o total do dia foi de 31. Com esses novos casos o total sobe para 41.

Na base de Iwakuni (Yamaguchi), 182 pessoas testaram positivo, aumentando a soma para 671

Até quarta-feira a soma dos casos de infecção nas bases americanas em Okinawa é de 1.001, desde 15 de dezembro.

Os números das bases americanas não entram nas estatísticas do Japão.

Fontes: News Digest, Nagoya TV, KNT, Ryukyu Shimpo, SATV, Yomiuri, Mainichi e NHK

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Presidente da França diz que ‘dificultará a vida dos não vacinados’

Publicado em 5 de janeiro de 2022, em Notícias do Mundo

Emmanuel Macron diz que quer limitar ‘o tanto quanto possível’ o acesso a atividades para os não vacinados.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Oponentes políticos disseram que a linguagem forte usada por Macron não era digna de um presidente (banco de imagens)

O presidente francês Emmanuel Macron alertou que ele tem a intenção de dificultar a vida das pessoas no país que não foram vacinadas contra a covid-19.

Publicidade

“Eu realmente quero complicar a vida delas, e continuaremos a fazer isso – até o fim”, disse ele ao jornal francês Le Parisien.

Mas oponentes políticos disseram que a linguagem forte usada por Macron na entrevista não era digna de um presidente.

Seus comentários ocorrem quando um projeto de lei sobre passes de covid foi adiado pela oposição se unindo contra o governo.

Em sua entrevista junto ao Le Parisien na terça-feira (4), Macron disse que enquanto ele “não vacinaria à força”, ele esperava encorajar as pessoas a se inocularem ao “limitar o tanto quanto possível seus acessos a atividades na vida social”.

“Não mandarei (os não vacinados) para a prisão”, disse ele. “Então precisaremos dizer a eles, a partir de 15 de janeiro, você não poderá mais ir ao restaurante, a um café, a um cinema, a um teatro”.

A França tem uma das maiores taxas de vacinação contra covid-19 na União Europeia, com mais de 90% de sua população recebendo duas doses.

Por meses, a França pediu às pessoas que apresentassem prova de vacinação ou teste negativo de coronavírus para ter acesso a muitos locais públicos.

Contudo, o governo francês quer remover a opção de apresentar teste negativo em resposta a um recorde de aumento nas infecções, conduzido pelas variantes ômicron e delta.

Fonte: BBC

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Kumon - aprenda japonês e tenha oportunidades