Famosa rota alpina do Japão começa a tomar forma

A rota, que conecta as províncias de Toyama e Nagano, poderá ser aberta completamente a partir de 15 de abril.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Parte da rota alpina e suas belas curvas em 25 de março de 2022 (YouTube /Mainichi)

O trabalho de remoção de neve na cênica Rota Alpina de Tateyama Kurobe, que passa pela cadeia de montanhas Tateyama nos Alpes do Norte na central do Japão, está progredindo.

Publicidade

Limpa-neves e escavadoras estão trabalhando ao longo da rota, que conecta as províncias de Toyama e Nagano, com a meta de abrir a estrada inteira a partir de 15 de abril.

De acordo com a Tateyama Kurobe Kanko, que gerencia a rota, a nevasca foi maior do que a média neste ano, com 3,5m de neve registrados a 977m acima do nível do mar em Bijodaira, o ponto inicial e final de um serviço de ônibus.

Em Murodo, o ponto mais alto da rota a 2.450m acima do nível do mar, o acúmulo de neve foi de cerca de 7,6m.

O trabalho de remoção de neve começou na base da montanha em fevereiro e atualmente atingiu um ponto passando Midagahara, a 1.930m acima do nível do mar.

A partir de agora, o trabalho procederá ao longo do difícil paredão de neve, o Yuki no Otani, perto de Murodo.

Essa rota exclusiva que passa pelos Alpes do Norte do Japão é fechada para veículos particulares. Toque aqui para ver como fazer um passeio por ela.

Fonte: Mainichi

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Rússia disparou 70 mísseis em cidade ucraniana perto da Polônia para ‘saudar’ Biden

Publicado em 29 de março de 2022, em Notícias do Mundo

A visita de Biden deve ter incomodado o Kremlin, pois foram lançados 70 mísseis na cidade a 70km da Polônia.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Um dos mísseis russos disparados contra cidade da Ucrânia (Ukrinform)

A cidade de Lviv, a oeste da Ucrânia, próxima à divisa com a Polônia, foi atacada por mísseis da Rússia, em 26 deste mês. Oito deles atingiram os alvos, depósitos de petróleo em Dubno e prédios de Lviv.

Publicidade

As autoridades de Lviv evacuaram a população para abrigos antiaéreos, mas 5 estão feridas

No dia seguinte, domingo (27), o Ministério da Defesa da Rússia informou sobre esses lançamentos. O objetivo foi para “saudar” o presidente dos EUA, Joe Biden, o qual visitou a Polônia. 

Míssil atingiu prédios da cidade de Lviv (ANN)

Segundo o The Insider, foram 70 mísseis no total. “52 mísseis foram disparados dos navios da Frota do Mar Negro das águas de Sebastopol e pelo menos 18 do território da Bielorrússia”, escreveu.

“Ao mesmo tempo, a defesa aérea da Ucrânia estabeleceu um recorde de alvos derrubados: de pelo menos 70 mísseis disparados pela Rússia, apenas 8 voaram. O resto foi destruído no céu”, informou o The Insider. 

“Independência” de Lugansk e Donetsk

Um referendo sobre se tornar parte da Rússia pode ser realizado na República Popular de Lugansk (LPR) em um futuro próximo, disse o chefe da LPR, Leonid Pasechnik.

Em 21 de fevereiro, o presidente russo Vladimir Putin assinou um decreto reconhecendo a soberania das Repúblicas Populares de Donetsk e Lugansk, a leste da Ucrânia e locais pró-Rússia. Tratados subsequentes de amizade, cooperação e assistência mútua foram assinados com seus líderes, informou a agência de notícias TASS.

Fontes: ANN, Ukrinform, The Insider e TASS

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência