Duas mulheres são presas em aeroporto com mais de 100 animais vivos na bagagem

Foram encontrados porcos-espinhos brancos, tatus, tartarugas, lagartos e cobras nas duas malas. As mulheres foram presas.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Ilustrativa (banco de imagens)

Duas mulheres foram presas no Aeroporto Internacional de Suvarnabhumi em Bangkok, acusadas de contrabando após mais de 109 animais vivos terem sido encontrados em suas bagagens, disseram autoridades tailandesas.

Publicidade

O Departamento de Parques Nacionais, Vida Selvagem e Conservação de Plantas disse na segunda-feira (27) que os animais foram descobertos em duas malas após uma inspeção por raio-X.

Autoridades da vida selvagem chamadas para o local encontraram dois porcos-espinhos brancos, 2 tatus, 35 tartarugas, 50 lagartos e 20 cobras nas duas malas.

As duas malas, segundo autoridades tailandesas, pertenciam a duas mulheres de nacionalidade indiana, Nithya Raja de 38 anos e Zakia Sulthana de 24, que estavam prestes a embarcarem em um voo para a cidade  de Chennai na Índia.

O tráfico de animais via aeroportos tem sido um problema há muito tempo na região. Em 2019, um homem que viajava de Bangkok para Chennai teria sido detido no aeroporto após oficiais da alfândega terem encontrado um filhote de leopardo de um mês em sua mala.

Um relatório de março de 2022 do TRAFFIC, uma agência de monitoramento de comércio de vida selvagem, disse que mais de 70 mil animais nativos e exóticos, incluindo partes de seus corpos, foram descobertos em 140 apreensões em 18 aeroportos indianos entre 2011 e 2020.

Fonte: CNN

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Confusão nas lojas da rede Domino’s Pizza

Publicado em 29 de junho de 2022, em Economia

O erro de cálculo da última campanha causou confusão em uma parte das lojas, pois o número de pedidos foi muito além da expectativa.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Reprodução da imagem da Domino’s Pizza postada no Twitter

A Domino’s Pizza Japan interrompeu a aceitação dos pedidos e também a entrega em algumas lojas porque a campanha “compre uma pizza L e ganhe 2 M” foi além da expectativa.

Publicidade

Na terça-feira (28) mais 18 lojas tiveram que suspender as entregas e 2 foram obrigadas a recusar pedidos. 

Mas, no dia anterior, até as 15h de segunda-feira (27), a Domino’s Pizza informou que o total de 63 lojas estavam em situação de entregas suspensas e 25 com recusa de pedidos.  “Recebemos uma resposta muito além das expectativas, por isso o fornecimento da massa e caixas para as pizzas não consegue acompanhar a demanda”, informou a empresa.  

“Pedimos desculpas pelo inconveniente causado aos nossos clientes. No momento, estamos trabalhando duro para resolver o problema de fornecimento o mais rápido possível”, declarou.

Essa campanha começou na quinta-feira (23) e as lojas receberam muito mais pedidos do que se calculava.

Não é para menos. Se o cliente fizesse o pedido da pizza New Yorker, ganharia 2 do tamanho M, e poderia economizar até 4.860 ienes. Dependendo do sabor escolhido, com 2 mil ienes teria 3 pizzas.

A campanha segue até 3 de julho se até lá a empresa solucionar o problema das caixas e massas para pizza.

Fontes: divulgação e Nikkan Sports

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência