Maioria das escolas estrangeiras no Japão não têm enfermeiro escolar

Embora grande parte tenha enfermaria, não dispõe desse profissional especializado em saúde infantojuvenil na escola.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem ilustrativa de uma enfermeira atendendo uma aluna (Pixabay)

De acordo com os resultados de uma pesquisa realizada pelo Ministério da Educação, Cultura, Esportes, Ciência e Tecnologia do Japão (MEXT), para analisar a questão do ambiente de promoção e cuidados com a saúde nas escolas estrangeiras, 75% oferecem uma enfermaria.

Publicidade

A pesquisa foi realizada em dezembro de 2021, com questionários enviados a 161 instituições, das quais 80 responderam. 

Embora juridicamente não tenham a obrigação de ter uma enfermaria e também um profissional especializado em saúde infantojuvenil, chamado de enfermeiro escolar, o MEXT apelou para uma melhoria ambiental, afirmando que “proteger a saúde das crianças é um direito humano básico, de igualdade e livre de discriminação”.

No entanto, mesmo tendo um espaço para atendimento dos alunos e para a promoção da saúde, somente 35% das escolas estrangeiras têm um enfermeiro escolar. 

Como as escolas estrangeiras não precisam cumprir a legislação em relação à saúde e segurança escolar, e também por questão financeira, muitas delas não contratam esse profissional.

Fonte: Mainichi

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Russa Gazprom suspende parte do fornecimento de gás para a Alemanha

Publicado em 1 de junho de 2022, em Notícias do Mundo

A Gazprom disse que está cortando os fornecimentos de gás que a Shell fornece para a Alemanha.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Cortes entrariam em vigor nesta quarta-feira, 1º de junho (banco de imagens)

A maior companhia de gás estatal da Rússia, a Gazprom, anunciou na terça-feira (31) que está cortando os fornecimentos de gás que a gigante do petróleo britânica fornece para a Alemanha.

Publicidade

A Gazprom notificou a Shell que os cortes entrariam em vigor nesta quarta-feira (1º) e disse que a decisão foi tomada porque as empresas britânicas se recusaram a fazer pagamentos em rublos.

A Shell disse que ela não havia concordado com novos termos de pagamento estabelecidos pela Gazprom. A empresa também afirmou que fará uso de diversas redes de para tentar continuar a fornecef gás para seus clientes na Europa.

A Gazprom também anunciou que havia notificado a principal empresa de energia da Dinamarca, a Orsted, que fornecimentos de gás seriam cortados nesta quarta-feira. Ela disse que a Orsted  havia falhado em fazer pagamentos em rublos.

Um porta-voz da Orsted admitiu na terça-feira que a empresa recebeu a notificação da Gazprom e que conseguirá fornecer gás aos seus clientes, visto que ela já havia se preparado para tal cenário.

Fonte: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência